“Yorimatã” e “Uma Noite em Sampa” no CineBancários

Na primeira semana de junho, o CineBancários trará duas estreias para a sala de cinema. Dia 31 de maio (terça-feira) o filme “Yorimatã”, de Rafael Saar, que abriu o Festival Sesc Melhores Filmes 2016, entra pra grade de horários nas três sessões diárias (15h, 17h e 19h) e no dia 2 de junho (quinta-feira) estreia “Uma Noite em Sampa”, de Ugo Giorgetti, dividindo os horários com o primeiro filme (15h e 19h).

E tem mais: o CineBancários irá presentear as primeiras 37 pessoas a retirar senha para a primeira sessão de “Yorimatã”, no dia de estréia, com o cd da trilha sonora do filme.

YORIMATÃ

Eleito o Melhor Filme pelo júri e pelo público no Festival In-Edit Brasil em 2015, “Yorimatã” é o primeiro longa-metragem dirigido por Rafael Saar, e retoma a história destas duas artistas de obra e vida incomum que marcaram o cenário musical brasileiro nas décadas de 70 e 80. Luhli e Lucina não formam apenas uma dupla musical, formaram juntas também uma família ao lado do fotógrafo Luiz Fernando Borges da Fonseca.

Ao mesclar preciosas e inéditas imagens de arquivo, com depoimentos de parceiros, intérpretes e registros cotidianos da vida atual de luhli e lucina, “Yorimatã” devolve à dupla o seu lugar de direito como parte fundamental da história da música brasileira, e entre seus intérpretes estão artistas como nana caymmi, tetê espíndola, zélia duncan, secos e molhados, e especialmente ney matogrosso, que entre muitas outras canções da dupla gravou “bandoleiro”, “o vira” e “fala”.

Descrito pelo crítico Carlos Alberto Mattos como “um necessário manifesto anticonservadorismo”, “Yorimatã” foi também um dos 10 filmes mais votados pelo público na Mostra Internacional de Cinema SP, em 2014. O documentário é uma coprodução Imagem-Tempo, Dilúvio, Tela Brasilis e Canal Brasil, com patrocínio da Riofilme, reunindo filmagens atuais com cenas, shows e depoimentos das artistas Luhli e Lucina; registros e depoimentos de seus encontros musicais com Ney Matogrosso, Joyce Moreno, Gilberto Gil, Tetê Espíndola, Alzira Espíndola, Zélia Duncan, Antonio Adolfo, Luiz Carlos Sá, dentre outros; junto a um o vasto material de arquivo recuperado para o projeto, que inclui filmes raros em super‐8mm como shows e momentos familiares, registrados pelo companheiro Luiz Fernando Borges da Fonseca.

"Yorimatã" estreia no CineBancários
“Yorimatã” estreia no CineBancários

PRÊMIOS:

Melhor Filme – Júri Oficial – 7º Festival Internacional do Documentário Musical, In-Edit Brasil 2015

Melhor Filme – Voto do Público – 7º Festival Internacional do Documentário Musical, In-Edit Brasil 2015

Menção Honrosa de Melhor Direção – Festival Mix Brasil 2015

Prêmio de Pesquisa – Pirenópolis.doc 2015

Prêmio Delart – CineMúsica 2015

FICHA TÉCNICA:

Produzido por: Daniela Santos, Eduardo Ades, Eduardo Cantarino e Rafael Saar

Argumento e direção: Rafael Saar

Pesquisa: Adil Lepri, Rafael Saar

Produção executiva: Daniela Santos, Eduardo Ades

Direção de produção: Eduardo Cantarino

Direção de fotografia e câmera: Lucas Barbi

Som direto: Eduardo Silva

Desenho sonoro: Thiago Sobral

Mixagem: Jesse Marmo

Animações: Daniel Sake

Montagem: Rafael Saar

Montador assistente: Leandro Calixto

Elenco: Luhli, Lucina, Luiz Fernando Borges da Fonseca, Ney Matogrosso, Alzira E, Antonio, Adolfo, O Bando, Décio Gioielli, Gilberto Gil, Grupo Manifesto, Itamar Assumpção, Joyce Moreno, Luis Carlos Sá, Mário Avellar, Ney Marques, Nilson Chaves, Secos & Molhados, Som, Imaginário, Tania Scher, Tetê Espíndola e Zélia Duncan

PRINCIPAIS FESTIVAIS:

Festival Mix Brasil de Cultura da Diversidade, 2015

Barcelona In-EditBeefeater Festival, 2015, Espanha

In-Edit – Festival Internacional do Documentário Musical, 2015, Brasil

Pirenópolis.Doc, 2015, Brasil

Festival MIMO, 2015, Brasil

Festival Internacional delNuevo Cine Latinoamericano de La Habana, 2014, Cuba

Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, 2014, Brasil

Semana dos Realizadores, 2014, Brasil

Festival Sesc Melhores Filmes 2016, Brasil

UMA NOITE EM SAMPA

A tragicômica situação que um grupo passou após a sessão de teatro ficará marcada pra sempre em suas mentes. O ônibus que os levaria de volta para suas casas, está trancado e sem o motorista. O que fazer? Perdidos, desorganizados e dependentes dos seus próprios medos, os passageiros ficam à espera, um dos males deste grupo, e o resultado é uma história misteriosa, divertida e com um desfecho sem igual.

Rodado em uma única locação, precisamente ao lado do Teatro Ruth Escobar, o filme mostra um grupo de pessoas que se desloca do interior para assistir a uma peça de teatro.

Escolha pessoal do diretor, o elenco formado por Andrea Tedesco, Flavia Garrafa, Roney Facchini, Otávio Augusto, André Correa, Cris Couto, Agnes Zuliani, Fernanda Viacava, Carol Portes, Suzana Alves, Thaia Perez, Cris Rocha, Maria Stella Tobar, Thiago Amaral, Siomara Schröder, Francisco Bretas, Sergio Mastropasqua, Angelo Brandini, Atílio Bari e Isabeau Christine contracena com manequins de vitrine.

Ugo Giorgetti começou como diretor de filmes publicitários para televisão, passando também pelas principais agências do país. Nos anos 1970, dirigiu o único curta-metragem da sua carreira, “Campos Elísios” (1973), sobre o bairro paulistano de mesmo nome. Em seguida dirigiu o média-metragem “Prédio Martineli” (1975). Além dos longas já citados, dirigiu também A Cidade Imaginária (2014), “México – A Última Olimpíada Livre” (2011), “Paredes Nuas” (2009), “Solo” (2009), “Pizza” (2005), “Variações sobre um quarteto de cordas – A música de Johannes Oelsner” (2004) e “Uma outra cidade: Poesia e vida em São Paulo nos anos 60” (2001), todos exibidos na tv.

FICHA TÉCNICA:

Ficção / Brasil / 2016

Direção: Ugo Giorgetti

Elenco: Andrea Tedesco, Flavia Garrafa, Roney Facchini, Otávio Augusto, André Correa, Cris Couto, Agnes Zuliani, Fernanda Viacava, Carol Portes, Suzana Alves, Thaia Perez, Cris Rocha, Maria Stella Tobar, Thiago Amaral, Siomara Schröder, Francisco Bretas, Sergio Mastropasqua, Angelo Brandini, Atílio Bari, Isabeau Christine

Fotografia: Walter Carvalho, ABC

Produção: Malu Oliveira

Montagem: Marc de Rossi

Direção de Arte: Valdy Lopes

Distribuição: O2 Play

GRADE DE PROGRAMAÇÃO:

31 de maio (terça-feira)

15h – Yorimatã, de Rafael Saar (PROMOÇÃO: CD com a trilha sonora do filme para os primeiros 37 a retirar senha)

17h – Yorimatã, de Rafeal Saar

19h – Yorimatã, de Rafael Saar

1º de junho (quarta-feira)

15h – Yorimatã, de Rafael Saar

17h – Yorimatã, de Rafeal Saar

19h – Yorimatã, de Rafael Saar

2 de junho (quinta-feira)

15h – Uma Noite em Sampa, de Ugo Giorgetti

17h – Yorimatã, de Rafeal Saar

19h – Uma Noite em Sampa, de Ugo Giorgetti

3 de junho (sexta-feira)

15h – Uma Noite em Sampa, de Ugo Giorgetti

17h – Yorimatã, de Rafeal Saar

19h – Uma Noite em Sampa, de Ugo Giorgetti

4 de junho (sábado)

15h – Uma Noite em Sampa, de Ugo Giorgetti

17h – Yorimatã, de Rafeal Saar

19h – Uma Noite em Sampa, de Ugo Giorgetti

5 de junho (domingo)

15h – Uma Noite em Sampa, de Ugo Giorgetti

17h – Yorimatã, de Rafeal Saar

19h – Uma Noite em Sampa, de Ugo Giorgetti

7 de junho (terça-feira)

15h – Uma Noite em Sampa, de Ugo Giorgetti

17h – Yorimatã, de Rafeal Saar

19h – Uma Noite em Sampa, de Ugo Giorgetti

8 de junho (quarta-feira)

15h – Uma Noite em Sampa, de Ugo Giorgetti

17h – Yorimatã, de Rafeal Saar

19h – Uma Noite em Sampa, de Ugo Giorgetti

Os ingressos podem ser adquiridos no local a R$10,00. Estudantes, idosos, pessoas com deficiência, bancários sindicalizados e jornalistas sindicalizados pagam R$5,00.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER