Violência bancária dispara em agosto de ataques recorde e desmoraliza governo Sartori

O SindBancários tem avisado, levado o assunto para os bancários e para a população gaúcha. Desde o início do ano, quando o governador José Ivo Sartori anunciou cortes de 30% nos repasses de verbas para a área de segurança pública e em metade dos salários de policiais militares e policiais civis (agora em agosto), a diretoria do SindBancários já se preparou e avisou: vai aumentar a violência e o número de ataques a bancos no Estado. Infelizmente, não deu outra. Desde janeiro, já são 138 ataques a bancos no Rio Grande do Sul, segundo o levantamento do SindBancários.

De sexta-feira até a manhã desta segunda-feira, houve 17 homicídios em Porto Alegre. Se esse dado não é suficiente para provar que a política de austeridade do governador Sartori é um desastre, vamos à estatística do medo dos bancários. A violência contra bancos no Rio Grande do Sul bate recorde em cima de recorde. Nos primeiros 10 dias de agosto, já são 12 ataques a bancos, mais de um por dia, segundo o levantamento realizado pelo SindBancários.

E há uma abordagem de análise dos números que torna o oitavo mês de agosto deste ano o mais violento em seus primeiros dez dias na história do levantamento do SindBancários. Desde 2007, portanto, há nove anos, nunca os primeiros dez dias de agosto registraram tantos ataques a bancos como em 2015. O mês que mais se aproxima em termos de violência em seus primeiros dez dias foi agosto de 2008, com nove ataques até 10 de agosto. O décimo dia de agosto de 2012 acumulou também nove ataques (veja gráfico abaixo). Em 2014, o 10º dia de agosto havia registrado seis ataques a bancos, quase metade.

violencia_agosto_10082015

 

Se adicionarmos os modus operandi das quadrilhas e os alvos dos assaltantes por seus locais de trabalho, teremos a confirmação de que a política de austeridade fracassou. Para se ter uma ideia, criminosos muito bem armados, mo final da manhã desta segunda-feira, 10/8, atacaram simultaneamente duas agências bancárias em Imigrante, cidade do Vale do Taquari. Os assaltantes levaram pânico aos trabalhadores das agências do Sicredi e do Banco do Brasil.

A vergonha para o governo do Estado aumenta ainda mais. Na sexta-feira, assaltantes invadiram o Posto de Atendimento Bancário (PAB) do Banrisul localizado na sede da Secretaria de Segurança Pública do Estado, na Zona Norte de Porto Alegre. “O conjunto de ações contra agências bancárias, os números, tudo mostra que essa política é um fracasso total. Os bancários, a população gaúcha, não podemos pagar por essa política de caos e terror porque o governador do Estado e sua equipe acham que vão conseguir resolver o problema das finanças públicas, privatizando estatais. Esse problema se resolve com manutenção de crescimento econômico e investimento do Estado nos servidores públicos”, avaliou o presidente do SindBancários, Everton Gimenis.

Violência simultânea

Dois bancos foram assaltados simultaneamente nesta segunda-feira em Imigrante, no Vale do Taquari. De acordo com informações preliminares, pelo menos cinco homens armados com fuzis atacaram agências do Banco do Brasil e do Sicredi.

Na fuga, os indivíduos fizeram um cordão humano e levaram o gerente e o vigilante de uma das agências. De acordo com a polícia, o carro usado era da cor preta, mas não teve marca ou modelo especificado. Segundo a Brigada Militar, o grupo saiu em direção a Serra. A polícia faz buscas na região.

Estatística do medo

Agosto 2015

  1. Dia 4: Santander (Porto Alegre). Assalto à mão armada em agência da Zona Norte.
  2. Dia 4: Banrisul (Palmares do Sul). Assalto com fuzis e explosão de caixas eletrônicos.
  3. Dia 5: Banrisul (Pelotas). Arrombamento de caixas eletrônicos com maçarico.
  4. Dia 7: Banrisul (Gravataí). Assalto com arrombamento por buraco em agência.
  5. Dia 7: Banrisul (Porto Alegre). Assalto ao PAB da Secretaria de Segurança.
  6. Dia 8: Sicredi (Canguçu). Arrombamento de caixas eletrônicos com explosivos.
  7. Dia 8: Caixa (Novo Hamburgo). Arrombamento de caixas eletrônicos com picareta.
  8. Dia 8: Banrisul (Novo Cabrais). Arrombamento de caixa eletrônico com maçarico.
  9. Dia 8: Banrisul (Santa Maria do Herval).Tentativa de assalto.
  10. Dia 10: Banco do Brasil (Imigrante). Assalto à mão armada simultâneo ao Sicredi.
  11. Dia 10: Sicredi (Imigrante). Assalto à mão armada simultâneo ao Banco do Brasil.

Fonte: Imprensa SindBancários

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER