Veto à peça publicitária do BB ataca pautas da diversidade

Censura acende sinal de alerta sobre pautas específicas a serem implantadas no banco

O presidente Jair Bolsonaro vetou, na última quinta-feira, 25/04, uma campanha publicitária do Banco do Brasil, marcada pela diversidade com atores e atrizes negros e jovens tatuados. Segundo informações da imprensa, Bolsonaro procurou Rubem Novaes, presidente do banco, para se queixar da peça. Com a decisão, o diretor de Comunicação e Marketing do BB, Delano Valentim, acabou sendo demitido. “O presidente Bolsonaro e eu concordamos que o filme deveria ser recolhido. A saída do diretor é uma decisão de consenso, inclusive com aceitação do próprio”, disse Rubem.

Sinal de alerta

A diretora do SindBancários e funcionária do BB, Bia Garbelini, destaca que o BB é uma empresa que tem um papel público, com clientes de todos os nichos sociais. “Nos últimos anos vinha num crescente de políticas internas voltadas aos funcionários LGBT: foi o primeiro banco a institucionalizar o uso do nome social de funcis trans”, lembra Bia. Por isso mesmo, a sindicalista entende que “essa censura imposta por Bolsonaro é um golpe muito duro, pois o respeito à diversidade é um valor que vinha sendo trabalhado na cultura organizacional, vitória dos funcis que foram conquistando este espaço”, lamentou ela.

Na mesma linha de entendimento, o coordenador da Comissão de Empresa do BB, Wagner Nascimento, considera que o veto à campanha cria sinal de alerta aos outros projetos internos do banco. “Temos reivindicações históricas para implementar no banco. Ações que efetivamente estabelecem a diversidade, como as políticas de equidade e apoio a diversidade no corpo funcional. Temos de ficar alerta e mobilizados para garantir que estas pautas avancem. O atual governo já mostrou sua forma de pensar, e parece que só pensa em acabar com diversidade. Lembremos que houve recentemente um pedido de alteração de um critério de curso interno que tinha o tema de assédio e diversidade”, apontou Nascimento.

Assista ao vídeo abaixo

 

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER