SindBancários lança projeto para atendimento a mulheres ví...

Entidade vai implementar iniciativa Basta! Não Irão Nos Calar!, da Contraf-CUT Concebido como canal de atendimento e acolhimento às mulheres vítimas de violência doméstica e familiar, o projeto Basta! Não Irão Nos Calar!, da Contraf-CUT, está se espalhando pelos sindicatos bancários do país. Nesta quinta-feira, 31, às 19h, o Sindicato dos Bancários de Porto Alegre […]

Atendimentos de violência doméstica no RS aumentam 70% nos ú...

Durante a pandemia, a violência contra as mulheres aumentou no país. De acordo com levantamento do Datafolha encomendado pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, uma em cada quatro mulheres acima de 16 anos afirma ter sofrido algum tipo de violência no último ano no Brasil. Ou seja, cerca de 17 milhões de mulheres (24,4%) sofreram […]

BB quer funcionários engajados na luta contra a violê...

Nota do banco ressalta que o tema é um problema social e de saúde pública, e ainda ocorre em todos os setores O Banco do Brasil enviou na última quarta-feira, 25/11, um comunicado interno aos seus funcionários ressaltando o papel do banco e de cada um de seus funcionários (inclusive dos terceirizados, estagiários e aprendizes) […]

Definido cronograma para realização do 3º Censo da Diversidade Bancá...

Proposta do Comando Nacional dos Bancarios, aceita pela Fenaban, aponta para o período de junho a outubro A proposta do Comando Nacional do Bancários de realização de um programa de capacitação da categoria sobre questões de diversidade, como complementação do 3º Censo da Diversidade Bancária, foi acatada pela Fenaban, durante a mesa de Igualdade de […]

8M expõe números da tragédia da violê...

Dia Internacional da Mulher abriu com mística do MST em Porto Alegre e criticando retrocessos da pauta direitista do governo federal Eram por volta das 10h da manhã, da sexta-feira, 8/3, quando uma cantoria indignada chamou a atenção para a violência contra as mulheres. Militantes do MST, meninas, irromperam por entre as bancas de orgânicos […]

SindBancários ajuda mulheres gaúchas a dialogar com Maria ...

Ela se tornou um símbolo da violência contra a mulher depois que levou um tiro do marido em 1983. Ficou quatro meses internada. Saiu do hospital paraplégica. Há dez anos, seu nome passou a simbolizar a luta que as mulheres travam silenciosamente. Maria da Penha é também o nome da lei que deu novo fôlego […]

1 2

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER