Sindicato sedia Seminário que debate livre expressão sexual nos 24 anos do Grupo Nuances

Resgatar e comemorar as realizações e conquistas dos 24 anos de existência do “Nuances – Grupo pela Livre Expressão Sexual”, e avaliar as políticas anti-homofobia no Rio Grande do Sul, no Brasil e no mundo. Conforme o secretário geral da entidade, Célio Golin, estes são os dois principais objetivos do Seminário “Êba! Viado na Pista – 24 anos nas ruas”, que está sendo realizado entre esta sexta-feira e o sábado, dias 28 e 29/08, no auditório do SindBancários. Na abertura do evento, o presidente do Sindicato, Everton Gimenis, ressaltou que organizações de trabalhadores, setores progressistas e movimentos sociais precisam ir às ruas defender suas bandeiras.

“Nosso país já avançou bastante em políticas sociais, como as cotas raciais e sociais nas universidades, por exemplo, mas há muitos espaços a serem conquistados pela cidadania, e o SindBancários é parceiro nestas lutas”, destacou Gimenis, ao colocar o Sindicato à disposição dos militantes.

 Universidade

O professor Daniel Canavesi, coordenador do Laboratório de Políticas Públicas, Ações Coletivas e Saúde da UFRGS, lembrou que embora o Ministério de Educação hoje favoreça discussão de políticas LGBTT (Lésbicas, Gays, Travestis e Transgêneros), “a sala de aula ainda é majoritariamente um espaço de anti-homofobia”. Para ele, o seminário é umas das formas de contribuir para levar à universidade o debate sobre a cultura gay.

nuances2_web

   Marginalização na periferia

Sobre este tema, o secretário geral do Nuances garante: “Hoje os gays de classe média e alta, brancos, já conquistaram uma cidadania em termos razoáveis”, diz. “Mas jovens negros, da periferia, que se descobrem gays, travestis e transgêneros ainda são marginalizados. As conquistas precisam avançar, pois ainda são limitadas a uma classe social”, afirmou.

nuances_web
   Debates

Sexta-feira, 28: Abertura (9h30) – Mesa 1 (10-12h) – O Movimento LGBTTT do RS nas Ruas: ocupação dos espaços públicos e sociais como estratégia de resistência e militância. – Mesa 2 (14-17h) – Trajetória e Atualidades do Movimento LGBTTT no Brasil e América Latina.

Sábado, 29: Mesa Redonda (14-17h) – Educando para a Diversidade: o desafio do ensino de gênero e sexualidade na escola e ensino superior. – Lançamento Documentário “Nega Lu!” (17h18) – Mesa 3 (18-21h) – Arte e Cultura LGBTTT: estratégias de transformação e enfrentamento político. – Encerramento – Confraternização e show (21h30-02h).

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER