Sindicato presta assistência pós-assalto

Dois dias depois de ataque por assaltantes armados, agência do Banrisul de Canoas voltou a abrir em seu horário normal

Dois dias depois de assaltantes invadirem a agência XV de Janeiro em Canoas e manterem bancários reféns, o medo ainda pairava no ar. Não só porque os assaltantes chegaram por volta das 17h, invadindo a agência por uma porta lateral e com revólveres. Também porque essa agência do Banrisul de Canoas teve que ficar fechada durante todo o dia seguinte, a terça-feira, 3/9

Na manhã da quarta-feira, 4/9, o medo ainda estava presente. Na verdade, o medo se misturava ao trauma de ter seu local de trabalho invadido com aquela sensação de ser alvo e de insegurança e estar vulnerável. O dirigente da Fetrafi-RS e funcionário do Banrisul. Sergio Hoff, acompanhou as providências do banco para atender os colegas.

Equipe da Diretoria de Saúde do SindBancários prestou assistência aos colegas. “Não havia condições psicológicas para abrir a agência no dia seguinte ao assalto. E quando voltamos lá com nossa equipe de saúde, deixamos um psicólogo para prestar algum auxílio que possa ser necessário”, explicou Sergio Hoff.

Estatística do medo

De 1º de janeiro até 3 de setembro de 2019, podemos dizer que nos primeiros oito meses do ano, tivemos o registro de 55 ataques a bancos segundo o nosso levantamento que coleta dados de publicações em redes sociais, sites noticiosos e nos relatos de dirigentes sindicais e bancários. No mesmo período do ano passado, houve 98 ataques a bancos. A queda foi de 43,9%.

O que preocupa são os ataques a bancos com cordão humano, aqueles como do dia 30/8 em Santana da Boa Vista. Se houve queda no volume total, esse tipo de ação de criminosos ficou no mesmo patamar nos primeiros 8 meses do ano de 2019 em relação ao mesmo período do ano passado. Ocorreram 9 ataques a bancos em 2019 até 3 de setembro de 2019, o mesmo número do período de 1º de janeiro a 3 de setembro de 2018.

Fonte: Imprensa SindBancários

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER