Sindicato denuncia abuso na cobrança de metas, em visita de superintendentes do BB

A ação abusiva de gerentes do Banco do Brasil sobre os funcionários na cobrança de metas, através de canais de comunicação como e-mail, whatsapp, MSN, que gera sofrimento psicológico e adoecimento na categoria. Este foi um dos temas denunciados pela diretoria do SindBancários em reunião com os novos superintendentes regionais e estaduais do BB, nesta quarta-feira, 03/06, na sede da entidade. Edson Bundchen, superintente estadual; Jesus Nonoai, gerente administrativo; Gustavo Rosa, superintendente regional de Varejo-POA e Luiz Machado, gerente estadual do Gepes, afirmaram a sua disposição de melhorar as condições de trabalho da categoria, através do contato com os representantes sindicais.

O presidente do Sindicato, Everton Gimenis, lembrou que não interessa o confronto com os bancos, porém reforçou que “por vezes os problemas poderiam ser evitados de forma negociada, mas infelizmente falta compreensão a muitos gerentes e diretores e o que sobra para a categoria é enrolação”.

Carreiras congeladas

Julio Vivian, diretor de Formação do SindBancários, reforçou que o banco segue na prática de cobranças de metas abusivas e inexequíveis. O diretor financeiro, Flávio Pastoriz, agradeceu a presença dos representantes do BB. No entanto, afirmou que o Banco do Brasil é uma das piores instituições bancárias na forma como pressiona os funcionários para que assinem a CCV, com valores rebaixados. “Muitos funcionários sofrem perseguição do banco e ficam com as carreiras congeladas se não aceitam essa pressão, que inclusive fere a Constituição Federal”, disse o dirigente.

Fonte: Imprensa SindBancários

Foto: Josias Berwanger

 

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER