Sindicato chama colegas do BB para esclarecer acordo de teletrabalho

Plenária de esclarecimento será por videoconferência a partir das 19h da terça, 8/12. Saiba como participar e como será a votação na assembleia virtual da quarta, 9/12

Funcionários do Banco do Brasil irão deliberar em assembleia virtual, na quarta-feira 9 de dezembro, sobre a proposta de acordo de teletrabalho apresentada pelo BB, que terá validade após a pandemia. A votação começa será das 8h às 23h59 desta quarta-feira, 9/12.

Para votar, clique aqui ou entre na plataforma de votação digitando o seguinte endereço.

https://bancarios.votabem.com.br/

Um dia antes, o SindBancários promove um encontro para tirar dúvidas sobre a proposta. Mais abaixo nesta matéria, você terá acesso ao link da plenária de esclarecimento por videoconferência a partir das 19h, da terça-feira, 8/12. Dirigentes sindicais ligados ao BB estarão à disposição para tirar dúvidas dos colegas.

Até o final da pandemia, o acordo emergencial aprovado em julho pelos funcionários do banco, também em assembleia, continuará valendo. O SindBancários, com base no parecer da Comissão de Empresa dos Funcionários do Banco do Brasil (CEBB), orienta a aprovação da proposta de teletrabalho.

A proposta do banco era de começar a pagar a ajuda de custo somente a partir de julho, mas, após pressão da representação dos trabalhadores, o BB aceitou começar a pagar assim que os funcionários aderirem à nova modalidade de trabalho.

A diretora do SindBancários e funcionário do BB, Bia Garbelini, justifica a orientação do Sindicato de aprovação da proposta em assembleia com os avanços que o movimento sindical obteve. “Buscamos garantir com a negociação que os direitos e a saúde dos funcionários sejam preservados e a proposta final apresentada pelo banco atende às principais demandas dos trabalhadores, como o respeito ao horário de trabalho, direito à desconexão, fornecimento de equipamentos, mobiliário, ajuda de custos etc. Avançamos muito”, afirmou.

Estado de calamidade

O Estado de Calamidade em todo o país em decorrência da pandemia tem vigência até o dia 31 de dezembro, mas caso o governo federal estenda este prazo, o Acordo Emergencial de Teletrabalho do Banco do Brasil é automaticamente estendido.

“É importante lembrar que o Acordo Emergencial da Covid-19 preservou vidas em um momento de incertezas e insegurança. Por isso, muitos funcionários foram para o home office rapidamente. Este acordo de agora não é sobre a pandemia, mas sim para regular futuramente qualquer forma de teletrabalho, cabendo ao banco definir as áreas e quantidade de funcionários que irão para home office”, enfatiza Getúlio Maciel, dirigente sindical da Fetec-Cut/SP e representante da Comissão de Empresa dos Funcionários do Banco do Brasil (CEBB).

Plenária de esclarecimento por videconfoerência sobre Acordo de Teletrabalho do BB

Terça-feira, 8/12 | 19h

Clique no link abaixo para entrar na reunião. Repasse para seus colegas.

https://us02web.zoom.us/j/86367206371?pwd=YldsTWMzT24xaERQU08vQXpYdnBjUT09

Assembleia de avaliação e decisão sobre o acordo de teletrabalho

Quarta-feira | 9/12 | Das 8h às 23h59

Clique aqui para votar na assembleia

Leia aqui a íntegra da proposta da minuta de Acordo Coletivo para o Teletrabalho no Banco do Brasil

Resumo da proposta

Definição de Trabalho Remoto

Toda e qualquer prestação de serviços realizada remotamente, de forma preponderante ou não, fora das dependências do banco ou em local diferente do de lotação do funcionário, com a utilização de tecnologias da informação e comunicação.

Modalidades do Trabalho

O Trabalho Remoto no BB poderá ocorrer:

  1. a) Na residência do funcionário, o qual se denomina home office;
  2. b) Em outras dependências do banco, empresas parceiras ou em coworkings (espaços colaborativos) internos, o qual se denomina on office.

Excepcionalmente, há a possibilidade da realização do Trabalho Remoto fora da praça de lotação, por interesse do funcionário, sendo necessária a autorização do comitê da unidade gestora.

Equipamentos para o Trabalho Remoto

  1. a) Equipamento eletrônico corporativo (desktop ou notebook);
  2. b) Acessórios (mouse, teclado, headset);
  3. c) Cadeira ergonômica.

Ajuda de custo

  1. a) R$ 80,00/mês para funcionários que atuem em mais de 50% dos dias úteis do mês e tenham aderido ao trabalho remoto, na modalidade home office.

Outros itens do acordo

Facultatividade: a adesão ao teletrabalho deve ser facultativa ao funcionário;

Controle de jornada: o banco implantará um sistema de controle da jornada, para evitar que haja excesso de trabalho e “pedidos” fora do expediente;

Desconexão: serão dadas instruções e orientações para desconexão em horários fora do expediente;

Manutenção dos equipamentos: será de responsabilidade do banco;

Preocupação com a saúde: além de oferecer equipamentos ergonômicos, o banco se compromete a manter cuidados especiais com a saúde dos funcionários que exercerem suas atividades em home office;

Violência doméstica: conforme estabelecido na Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) da categoria, o banco criará uma Central de Atendimentos para as bancárias vítimas de violência doméstica;

Auxílio refeição e alimentação e vale transporte: serão mantidos os direitos aos vales refeição, alimentação e ao vale-transporte;

Acompanhamento pelo sindicato: os sindicatos terão acesso aos funcionários que exercerem seus trabalhos fora das dependências do banco.

Imagem: Freepik

Fonte: Imprensa SindBancários, com informações de SEEB SP

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER