SindBancários lamenta a morte violenta do vice-presidente do Sindicato dos Servidores Públicos do RS

Foi assassinado com quatro tiros, na noite desta quarta-feira, na Av. Plínio Brasil Milano, zona norte de Porto Alegre, o sindicalista Rogério da Silva Ramos, 52 anos. Vice-presidente do Sindicato dos Servidores Públicos do Rio Grande do Sul (Sindsepe-RS), Rogério foi abordado por dois homens em uma moto, quando aguardava sua esposa em uma parada de ônibus, por volta das 22h. Segundo testemunhas, o sindicalista teria reagido a um assalto, sendo baleado pelos atacantes.

As primeiras investigações apontam para uma tentativa de assalto seguida de morte. A opinião também é compartilhada pelo presidente do Sindsepe-RS, Cláudio Augustin, para quem Ramos é mais uma vítima de um governo que não prioriza a segurança e a educação. Mesmo assim, familiares do sindicalista assassinado não descartam que o crime possa ter tido motivação política.

Companheiro de lutas

Para o presidente do SindBancários, “o Rogério era um companheiro de lutas, sempre na defesa de sua categoria e de uma sociedade mais justa”. Everton Gimenis considera significativo que a tragédia tenha vitimado um líder dos servidores públicos. “O crime é também mais um demonstrativo da precarização da segurança pública no estado, com a política de arrocho salarial e a falta de condições de trabalho dos policiais, entre outras categorias”, acrescentou.

O enterro de Rogério da Silva Ramos acontece às 15h30 desta quinta-feira, 17/09, no Cemitério Jardim da Paz, no bairro Lomba do Pinheiro.

Conforme informações da Rede Record, apenas nesta semana já são contabilizados mais de dez homicídios na Região Metropolitana de Porto Alegre.

Fonte: SindBancários com informações e foto da Rádio Guaíba

 

 

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER