SindBancários encerra ciclo anual de formação política para delegados (as)

Encontro sobre lutas latino-americanas por soberania nacional será transmitido nas redes do sindicato

O SindBancários promove na próxima quinta-feira (9), às 18h, o último Encontro de Formação Política dos (as) delegados (as) sindicais eleitos para a gestão 2020/2021.

Na ocasião, o secretário Geral da Confederação Sindical das Américas (CSA), Rafael Freire, vai falar sobre as lutas latino-americanas por soberania nacional. Como já é de costume, o encerramento do ciclo formativo será aberto para toda a categoria e, este ano, vai ser transmitido no YouTube e Facebook do sindicato.

O diretor de Formação do SindBancários, Jairo Soares, explica que o tema foi escolhido por sua relação com a conjuntura latino-americana de desmonte dos serviços públicos, que aqui no Brasil se intensificou após a eleição de Bolsonaro (Sem Partido) e do governador gaúcho, Eduardo Leite (PSDB).

“Neste momento de desmonte dos bancos públicos e empresas estatais, é importante que os delegados (as) eleitos (as) tenham em mente que estas medidas são parte de um projeto neoliberal que não ocorre apenas no Brasil e que os ataques aos direitos e conquistas dos trabalhadores se dão também em âmbito internacional”, pontua o diretor, que desde março de 2021 está à frente da pasta.

Durante o ano, o professor, cientista social, especialista em Economia do Trabalho e Sindicalismo, Anderson Campos, ministrou os demais encontros, que abordaram questões como a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 32/20; a Reforma Administrativa e seus efeitos para a categoria; as novas tecnologias e o trabalho bancário; a taxação das grandes fortunas; a discriminação de gênero dentro das agências; fé e política sindical e financeirização e mundo do trabalho. Por conta da pandemia, todos os encontros foram realizados virtualmente.

Mobilização e engajamento

A 2ª secretária-geral do sindicato, Sílvia Regina Chaves, aponta que a formação política cumpre um papel fundamental na mobilização dos (as) bancários (as) e engajamento da categoria nas lutas cotidianas.

“A nossa ideia é que os (as) delegados (as) sejam também agentes de transmissão de conhecimento, levando o que aprenderam no ciclo formativo para seus colegas, fomentando assim, a consciência de classe dentro das agências”, avalia.

Para ela, a maioria das pessoas que concorrem para as vagas de delegado (a) sindical possuem características similares. “São bancários (as) com perfis de liderança, que atuam fortemente em seus locais de trabalho contra injustiças e pela manutenção de direitos trabalhistas”, analisa a diretora.

Eleição para delegados (as) 2022/2023

O processo eleitoral para a escolha dos próximos delegados (as) está aberto.

As inscrições começam na sexta-feira, 10/12, e vão até a terça-feira, 14/12. Colegas interessados (as) devem enviar email para [email protected] com a ficha de inscrição preenchida, assinada e escaneada. A ficha estará disponível no site oficial do sindicato a partir do dia 09/12.

As eleições ocorrem de 20/12 a 22/12. Este ano ela será totalmente virtual em plataforma cujo endereço eletrônico será divulgado também no site oficial da entidade.

A posse será em janeiro de 2022 para mandato de um ano.

Atenção para as condições para ser candidato a delegado(a) sindical:

> Só pode ser candidato (a) o (a) associado (a) do sindicato há mais de 90 dias da data limite de inscrição

> As eleições somente serão válidas se houver a votação mínima de 30% dos aptos a votar no local de lotação do delegado. Todos os funcionários do banco poderão votar, mesmo aqueles não sindicalizados.

> Os pedidos de inscrições deverão ser feitos exclusivamente pelo e-mail [email protected]

Texto de Marcus Perez com edição de Manoela Frade

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER