SindBancários e Fetrafi-RS lançam segunda etapa da Campanha EU SOU BANRISUL

Campanha reforça a importância do Banrisul público para o desenvolvimento econômico e social do estado

PrivatizaNão: peças convidam a população a imaginar a vida no RS sem o Banrisul

A primeira etapa da Campanha Eu Sou Banrisul contou com uma grande onda de adesão à defesa do banco público dos gaúchos e gaúchas. Foram centenas de apoiadores de diversos setores da sociedade gaúcha. Também foi apresentada a importância do banco para o Estado, a população e os serviços públicos.

Na segunda etapa, o SindBancários e a Fetrafi-RS centrarão forças no combate à ideia de privatização do Banrisul, aventada pelo governador Eduardo Leite em entrevista de balanço de mandato. “PrivatizaNão” passa a compor a campanha junto com a já consagrada assinatura Eu sou Banrisul.

As peças convidam a população a imaginar a vida no estado sem o Banrisul, suas consequências na cultura, nos esportes, no financiamento da produção e atendimento a mais de 5 milhões de clientes. Mostra o futuro de dezenas de cidades em que o Banrisul é a única instituição bancária presente fisicamente. Mostra, enfim, que o povo gaúcho não tem nada a ganhar com a privatização de seu banco, mas tem muito a perder.

“O Banrisul é o principal financiador da cultura gaúcha. Festivais de teatro, produção cinematográfica, shows. No esporte, temos os principais times do estado patrocinados pelo Banco, sem contar o que a instituição faz pelo desenvolvimento econômico do estado, quase tudo tem o apoio do Banco público”, reforça a diretora da Fetrafi-RS e empregada do Banrisul, Denise Falkenberg Corrêa.

Peças de rede social, spots de rádio, bottons, adesivos e materiais gráficos também irão compor a campanha, desenvolvida pela Verdeperto Comunicação. Mas, o elemento central será a carta compromisso Banrisul, que deverá ser submetida a todos os prefeitos, vereadores e deputados gaúchos. Esta será um instrumento de mobilização e de crivo de todos os candidatos que deverão apresentar o compromisso formal de não propor ou votar propostas de privatização do Banco seja em todo, seja em parte.

“É importante contarmos com o apoio político, porque muitos dos nossos deputados e vereadores reconhecem a importância do Banrisul em seus municípios, seja na região metropolitana ou no interior. Concordar com a privatização do Banco seria até um suicídio político”, afirma o presidente do SindBancários, Luciano Fetzner.

A diretora da Fetrafi-RS Ana Maria Betim Furquim reforça que a sociedade já demonstrou que não quer a privatização do Banrisul quando foi realizado o Plebiscito Popular Primavera da Democracia e que, mais uma vez, será chamada a defender o patrimônio do Estado, o banco dos gaúchos e das gaúchas. “Com certeza, esse apoio que já vimos em outros momentos, vai ser ampliado”, acredita.

Afinal, todo mundo que é Banrisul deve dizer de forma clara: PrivatizaNão!

Com informações de Bancários RS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER