SindBancários denuncia ilegalidade e conduta antissindical do BRDE

O Sindicato dos Bancários de Porto Alegre e Região protocolou na quinta-feira, 27/4, um pedido de abertura de processo de investigação quanto à conduta adotada pelo BRDE em implementar um Plano de Desligamento Voluntário exigindo a renúncia de direitos e a existência de um acordo coletivo que autorize a renúncia de direitos.

Além disso, em evidente violação à norma constitucional que garante a atribuição negocial às entidades sindicais, o Banco sem qualquer constrangimento, orienta a formação de um grupo paralelo para tentar usurpar da garantia constitucional assegurada ao sindicato de representante da categoria profissional.

O diretor do Sindicato, Paulo Stekel, afirmou “tentamos conversar com o Banco, apresentamos alternativas, mas não aceitamos e não aceitaremos o desrespeito às normas da Constituição Federal que garantem ao sindicato a representação da categoria bancária”.

Segundo o diretor Stekel, “o Banco está orientando colegas a tentar formar uma comissão para substituir a entidade sindical, o que é ilegal e comprova uma conduta antissindical inédita por parte dos gestores”.

A denúncia feita ao Ministério Público teve uma reunião como Procurador Regional do Trabalho, Rogério Fleischmann, onde foram apresentados os documentos que acompanharam a denúncia que tramita pela via eletrônica.

 

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER