SindBancários completa 89 anos caminhando ao lado dos bancários e bancárias

Entidade faz aniversário nesta terça, 18 de janeiro, projetando desafios para 2022. Além da eleição majoritária, categoria enfrentará uma campanha salarial este ano.

O SindBancários de Porto Alegre e Região completa nesta terça-feira, 18 de janeiro, 89 anos caminhando ao lado dos bancários e bancárias.

Foi em janeiro de 1933, ainda sob o impacto da quebra da Bolsa em 1929, que 185 trabalhadores do Banco Pelotense e do Banco da Província se juntaram em Assembleia Geral e criaram o Sindicato dos Bancários do Rio Grande do Sul. Naquele momento, a entidade nascia para assegurar direitos sociais e trabalhistas aos funcionários das duas instituições. O Banco Pelotense havia sido extinto e o da Província, reduzido atividades.

Após todo esse tempo, reflete o presidente do SindBancários, Luciano Fetzner, “nosso objetivo primordial continua o mesmo: defender os trabalhadores e trabalhadoras”. Mas este ano, aponta, “além de mais uma campanha salarial ainda em meio à pandemia, nossa luta passa também pela conscientização sobre a importância de mudarmos radicalmente os rumos do Rio Grade e do Brasil nas eleições de outubro”.

Este ano, alerta, “temos a oportunidade de escolher um caminho que queira eliminar desigualdades, que gere empregos, que defenda a vida, que aponte para um futuro melhor para o país e para o estado. Leite e Bolsonaro já provaram que apontam para o caminho contrário”, analisa.

Luciano é funcionário do Banrisul e se refere também à agenda privatista dos dois governantes. “Ambos representam uma agenda derrotada. Muitas das principais nações do mundo vêm reestatizando setores estratégicos durante a pandemia para superar a crise. E sabemos que os bancos públicos são fundamentais para financiar a reconstrução dos Estados. Dessa vez, não será diferente. Temos que defender a Caixa, o Banco do Brasil, o BRDE, o Badesul e o Banrisul”.

Campanha Salarial

Em 2020, com uma negociação 100% virtual, a mobilização dos bancários(as) garantiu um acordo bianual com aumento real de salários mesmo durante a pandemia. Este ano, os(as) bancários(as) têm como desafio reforçar o engajamento virtual (e presencial, se for possível) para proteger direitos e assegurar novas conquistas.

Sem dúvida, complementa o presidente do SindBancários, “este ano precisamos permanecer muito unidos. As negociações são feitas pelos dirigentes sindicais, mas o sucesso só existe quando a pressão vem da base de trabalhadoras e trabalhadores da categoria”.

Lá em 1933, 185 trabalhadores fundaram esse sindicato, conclui Luciano, “hoje, somos 14 mil. Temos muita força porque a base confia no sindicato. Aos 89 anos, o SindBancários segue firme e forte caminhando ao lado dos bancários e bancárias”.

Olhar o passado e projetar o futuro

A partir desta terça, as redes do SindBancários vão trazer depoimentos de ex-presidentes sobre os desafios que enfrentaram em suas gestões e conquistas que levaram o sindicato até aqui. Os dirigentes vão refletir sobre as disputas do sindicato e da categoria para este ano. Vamos ouvir também análises dos representantes de bancos sobre este ano de campanha salarial e eleição.

Acompanhe as redes do SindBancários!

Facebook

Instagram

Twitter

YouTube

Imprensa Sindbancários

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER