SindBancários chama para novo ato nacional contra a reestruturação da Caixa nesta terça, 12/4, na Praça da Alfândega

Prevista para amanhã, terça-feira, 12 de abril, uma nova atividade de protesto contra a reestruturação da Caixa Econômica Federal. O Dia Nacional de Luta dos empregados da Caixa é a oportunidade dos empregados do banco nos estados se posicionarem contra o projeto de reestruturação da empresa. Em Porto Alegre, os colegas irão se reunir em frente à Agência Central, na Praça da Alfândega, localizada no Centro Histórico, a partir das 10h.

As medidas da diretoria estão sendo adotadas sem consulta à categoria e demonstram que a ideia é enfraquecer o banco público, conforme avalia a Comissão Executiva dos Empregados (CEE/Caixa), que assessora a Contraf-CUT nas negociações com o banco. A comissão vai reunir-se quarta-feira, 13 de abril, das 9 às 13h, para debater o tema reestruturação, em reunião ampliada. Foram convidados para participar do encontro representantes dos sindicatos de bancários de Bauru (SP), Espírito Santo, Maranhão e Rio Grande do Norte. Ainda nesta semana, quinta-feira, 14 de abril, o tema reestruturação será tema da pauta de negociação da mesa permanente.

“A Caixa anunciou esta reestruturação como se fosse um programa Caixa Forte. O problema é que não há debates, não há informações claras sobre como será implantado esse programa. Nós sabemos, pela nossa experiência, que essas reestruturações são unilaterais e afetam as rotinas dos trabalhadores”, afirmou o diretor da Fetrafi-RS e integrante da CEE/Caixa, Gilmar Aguirre.

Uma atividade de protesto como o Dia Nacional de Luta já foi realizada em 24 de março deste ano e contou com importante adesão dos empregados com paralisação parcial de atividades e com ações de protesto em vários locais de trabalho nos estados. Na ocasião, os empregados receberam uma Carta Aberta, assinada pela Fenae e pela Contraf-CUT.

“Estamos atentos aos movimentos da Caixa. Há movimentações que indicam que o setor que será afetado são as GIRETs. Precisamos estar em permanente mobilização para que possamos enfrentar juntos essas imposições da direção que costumam vir para mudar as rotinas para pior nos nossos ambientes de trabalho”, acrescentou o diretor do SindBancários, Guaracy Gonçalves.

Nosso recado

Os relatos dos representantes de sindicatos, associações e federações também sugeriram que só mesmo com atividades como essas os trabalhadores poderão passar o seu recado de que estão descontentes com a atitude arbitrária da Caixa diante das mudanças em andamento. Na última reunião do Conselho Deliberativo Nacional (CDN) da Fenae, realizada em 7 de abril, os 27 membros das Apcefs filiadas a Fenae aprovaram uma nota em repúdio à reestruturação na Caixa Econômica Federal.

“A ideia é ampliar a mobilização de todas as forças políticas que compõem o movimento dos empregados da Caixa contra as medidas adotadas pela empresa, que tem causado apreensão nas unidades de todo o país”, diz a coordenadora da CEE/Caixa, Fabiana Matheus. Para a coordenadora, os empregados vivem maior preocupação desde que as medidas de enfraquecimento da empresa e de desrespeito à categoria começaram a ser tomadas unilateralmente pela diretoria.

A reestruturação

O anúncio da reestruturação foi exposto pela presidente da Caixa, Miriam Belchior, em 10 de março, sem qualquer diálogo com os trabalhadores. A Fenae e Contraf-CUT já encaminharam ofício à Miriam Belchior reivindicando a suspensão imediata da reestruturação em todo o país e a abertura de diálogo com a categoria.

“A Caixa não pode simplesmente desrespeitar a categoria que tem anos de história com o banco e que o fortalece com sua força de trabalho. Decisões que extinguem unidades da Caixa e mexem com direitos trabalhistas conquistados há décadas não podem ser tomadas sem que as entidades sejam ouvidas. Por isso tomamos a providência de encaminhar o ofício”, esclarece Jair Pedro Ferreira, presidente da Fenae.

Dia Nacional de Luta contra a Reestruturação na Caixa

Terça-feira, 12/4 | 10h | Agência Central da Praça da Alfândega (Rua dos Andradas, 1.000, Centro Histórico de Porto Alegre)

Fonte: Fenae Net

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER