SindBancários chama Banrisulenses para assembleia, quinta, 26/11, sobre votação de subsidiárias na Assembleia Legislativa

O SindBancários convoca os Banrisulenses  a participarem de assembleia geral extraordinária, às 18h, da quinta-feira, 26/11, no Salão Cristal do Clube do Comércio, no Centro Histórico de Porto Alegre. Diante da sombra da privatização, que mais uma vez está ameaçando o Banrisul, chegou a hora de debatermos e decidirmos juntos os passos da nossa luta em defesa do Banrisul. Dois Projetos de Lei tramitam na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul e deverão ser votados em 1º de dezembro sob regime de urgência. A assembleia será o fórum de participação adequado para avaliarmos a tramitação desses dois PLs e decidir sobre a mobilização dos Banrisulenses durante a votação.

O PL 208/2015 autoriza a criação de estrutura societária para atuar no ramo de distribuição de seguros, previdência aberta e capitalização, empresa que está sendo chamada de Banrisul Seguros. O PL 304/2015 autoriza a criação de subsidiária para atuar no ramo de emissão, administração e processamento de cartões, a Banrisul Seguros.

O governo Sartori tem pressa em criar duas novas empresas. E essa pressa não é por acaso.  Essas duas novas empresas, que deveriam ser criadas para ampliar o lucro do banco público e fortalecer ainda mais a sua marca, nascem ameaçadas de venda.

A correlação de forças na Assembleia Legislativa indica que os partidos da base do governo de José Ivo Sartori tendem a aprovar a criação das referidas subsidiárias. Entendemos que duas novas empresas para um banco como o Banrisul podem melhorar ainda mais a saúde do banco, mas as mesmas precisam ser 100% propriedade do banco e 100% controladas por ele.

No entanto, a intenção manifesta pelos últimos movimentos de agentes do governo do Estado indica que essas duas empresas serão vendidas, enfraquecendo ativos altamente rentáveis e abrindo caminho para uma ameaça ainda maior: a privatização total do Banrisul.

Em 14 de outubro deste ano, o governador Sartori e o presidente do Banrisul, Luiz Gonzaga Mota, se reuniram no Palácio Piratini com chefões do banco Santander. Desde esse encontro, a luz vermelha se acendeu. Precisamos ficar atentos porque o governo do Estado pode usar essas duas empresas para vender o patrimônio do Banrisul.

Sartori recebeu em seu gabinete o presidente do Banco Santander no Brasil, Jesús Zabalza, o presidente do Conselho de Administração do Santander, Sérgio Rial, o superintendente Executivo da Rede Sul do Santander, Paulo Rogério Souza Silva. A Banrisul Cartões e a Banrisul Seguradora foram o tema da conversa. O encontro ocorreu durante a greve nacional dos bancários e dos Banrisulenses.

Sabemos que o atual governo tem história de privatização. O governador Sartori foi líder do governo Britto na Assembleia Legislativa, quando, em 1999, o banco seria privatizado. Também não podemos esquecer que o presidente do banco hoje, Luiz Gonzaga, presidia a Cia União de Seguros, quando foi vendida.

Assembleia Geral Extraordinária dos Banrisulenses

Quinta-feira, 26/11 | 18h | Salão Cristal do Clube do Comércio (Rua dos Andradas, 1.085, Centro Histórico de Porto Alegre).

EDITAL ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA

A diretoria do Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos Bancários de Porto Alegre e Região, inscrito no CNPJ/MF sob o nº 92.831.650/0001-05, convoca os trabalhadores e trabalhadoras do Banco do Estado do Rio Grande do Sul (Banrisul), sócios ou não sócios, da base territorial deste Sindicato, nos municípios de Porto Alegre, Alvorada, Viamão, Canoas, Cachoeirinha, Gravataí, Guaíba, Eldorado do Sul, Sertão Santana, Barra do Ribeiro, Charqueadas, São Jerônimo, Nova Santa Rita, Esteio e Sapucaia do Sul, para a assembleia geral extraordinária que se realizará dia 26 de novembro, quinta-feira, às 18h, em primeira chamada, e às 18h30, em segunda e última chamada, no Salão Cristal, do Clube do Comércio, na Rua dos Andradas, 1.085, Centro Histórico de Porto Alegre, para deliberar e decidir sobre a seguinte ordem do dia:

1) Avaliar a tramitação dos Projetos de Lei 208/2015 e 304/2015, na Assembleia Legislativa, que autorizam o Banco do Estado do Rio Grande do Sul a criar, respectivamente, estrutura societária para atuar no ramo de distribuição de seguros, previdência aberta e capitalização e a criar estrutura societária para atuar no ramo de emissão, administração e processamento de cartões.

2) Aprovar formas de mobilização durante a votação de suprarreferidos Projetos de Lei na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul.

Porto Alegre, 20 de novembro de 2015.

A Diretoria

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER