SindBancários ajuíza ações coletivas contra ilegalidades em direitos dos bancários no Banco Safra

O Banco Safra não tem observado nem cumprido direitos que são conquistas de toda a classe trabalhadora e da luta dos bancários. Diante dessa não observação, o SindBancários decidiu recorrer à Justiça do Trabalho. São cinco ações coletivas que procuram reparar desde não pagamento adequado de horas extras, passando por integração da gratificação semestral na PLR, no 13º salário, além de  reconhecimento da natureza indenizatória das luvas, nulidade de pré-contratação de horas extras e interrupção de prescrição de horas extras, PLR e descomissionamento.

O diretor do SindBancários, Marcelo Paladin, anuncia que novas ações também irão buscar repara outros tipos de direitos que não estariam sendo observados pelo Banco Safra. “Ingressamos com estas ações por considerarmos que o Banco Safra estava cometendo ilegalidades. Estamos estudando também ingressar com ações coletivas para buscar direitos relacionados ao plano de saúde e ao quilômetro rodado”, explicou Paladin.

Confira abaixo as ações coletivas do SindBancários no Banco Safra:

> Integração da Gratificação Semestral na PLR.  Número: 0020566-02.2017.5.04.0013

> Integração da Gratificação Semestral no 13º Salário. Número: 0020543-56.2017.5.04.0013

> Reconhecimento da natureza salarial das luvas. Número: 0020542-71.2017.5.04.0013

> Nulidade de pré-contratação de horas extras. Número: 0020540-04.2017.5.04.0013

> Ação de Interrupção de prescrição de Horas Extras, PLR e Descomissionamento. Número: 0020445-71.2017.5.04.0013

Fonte: Imprensa SindBancários

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER