Santander anuncia fechamento de agências com preservação de empregos

Sindicato vai acompanhar transição com realocação de bancários e cobrar promessas de respeitar escolhas dos colegas sobre novos locais de trabalho

Depois de tentar impor jornada irregular de trabalho aos sábados, a pretexto de educação financeira voluntária, o Santander deu mostras de que está aprendendo com os seus erros graves. Nem tudo, é certo. A superintendente de Relações Sindicais, Fabiana Ribeiro, anunciou na semana passada que o banco irá fechar três agências em Porto Alegre, abrirá duas novas e que não haverá demissões. Essas promessas estão sendo acompanhadas pelo Sindicato, com a ajuda dos relatos dos colegas do Santander, e serão cobradas.

Dentro da estratégia de reposicionamento comercial do banco, conforme mencionado para dirigente do Sindicato, está no radar o fechamento das agências Centro Histórico, Borges de Medeiros e o Posto de Atendimento 79. A primeira agência fechada vai migrar para a agência Centenária; a da Borges, para a Praça XV. Já o Posto de Atendimento 79 tem decisão de migrar para a agência Praça da Alfândega. Em contrapartida, em sua estratégia comercial, o banco deve abrir novas agências em dois shoppings center: uma no Praia de Belas e outra no Shopping Lindoia.

O diretor do SindBancários e funcionário do Santander, Luiz Cassemiro, conta que conversou com a Superintendência e obteve compromisso de manutenção dos empregos. “Segundo o banco, não haverá demissões e todos os funcionários serão realocados. O banco aprovou uma verba para reformar as três agências (Praça da Alfândega, Praça XV e Centenária) que receberão as realocações e as migrações. O que pedimos aos colegas é que, neste período de mudanças, fiquem atentos e informem os dirigentes sobre o cumprimento dessas promessas para que possamos acompanhar e cobrar”, adverte Cassemiro.

Transição com obras

Segundo o informe do banco, as obras não acontecerão enquanto os funcionários estiverem trabalhando nas agências. Primeiro, o banco fará uma adaptação nas três agências que irão fechar para receber os colegas destas agências. Após as reformas ficarem prontas, todos passarão a trabalhar nesses locais até que as duas novas agências (Lindoia e Praia de Belas) fiquem prontas.

É importante que fique claro para os colegas que todos nós do Sindicato estamos preocupados com o fechamento de agências. Mas temos a garantia de que absolutamente ninguém será demitido. Todos serão realocados. Inclusive, a superintendência deixou claro que o banco irá respeitar a escolha de cada um desses colegas. O funcionário vai poder escolher para onde quer ir”, acrescenta Cassemiro.

Fonte: Imprensa SindBancários

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER