Exibição de Sangue Azul, filme de Lírio Ferreira, vai até 1º de julho no CineBancários

Devido a uma necessária mudança na grade de horários, o novo filme do diretor Lírio Ferreira (“O Homem que Engarrafava Nuvens”e “Baile Perfumado”) terá nova estreia nesta quinta-feira, 18/6, no CineBancários. O filme será exibido até 1º de julho. “Sangue Azul”, o longa-metragem inédito, será exibido nas três sessões diárias da sala de cinema: às 15h, 17h15 e 19h30. Nos dias 2 e 3 de junho, terça e quarta-feira, o filme “Um Sonho Intenso”, de José Mariani, voltará a ser exibido após o término do 11º Festival Internacional de Cinema Fantástico de Porto Alegre (Fantaspoa).

SINOPSE

Temendo uma relação incestuosa entre seus filhos Raquel e Pedro, Rosa dá a guarda do garoto, então com 10 anos, para Kaleb, dono de um circo em temporada na ilha em que moram. Vinte anos depois, Pedro volta com o nome artístico Zolah, homem bala, estrela do circo Netuno, para resgatar seu passado. O encontro com sua irmã e com sua mãe vai ajudá-lo a entender suas angústias e medos.

Com produção do paulista Renato Ciasca, “Sangue Azul” foi filmado em oito semanas na ilha Fernando de Noronha. Assinam o roteiro do longa o diretor de Casa Grande, Fellipe Barbosa, o corroteirista de Amor, Plástico e Barulho, Sergio Oliveira e o diretor Lírio Ferreira. Pupillo, baterista da banda brasileira de mangue beat Nação Zumbi, elaborou a trilha sonora, com algumas composições próprias e outras em parceria com Arto Lindsay, Vítor Araújo, Otto e Carlos Fernando, além de músicas clássicas. Mauro Pinheiro, diretor de fotografia de Cinema, Aspirinas e Urubus, Linha de Passe, Mutum, entre outros, registrou a beleza da ilha em preto branco e em cores, no filme que fala de mar, arte e amor.

“Sangue Azul” ganhou o prêmio Redentor de melhor filme de ficção da Première Brasil, no Festival do Rio 2014. Em Paulínia, a fotografia de Mauro Pinheiro e o figurino de Juliana Carapeba receberam o prêmio máximo das suas respectivas categorias e no Festival de Berlim 2015, o filme abriu a prestigiada seção Panorama, em exibição hors concours.

LÍRIO FERREIRA (DIRETOR)

Lírio Ferreira codirigiu, com Paulo Caldas, o longa “Baile Perfumado” (1996), um dos filmes mais marcantes da retomada do Cinema Brasileiro. Melhor Filme no Festival de Brasília, também foi exibido nos festivais de Toronto, Havana, entre outros.

“Árido Movie” (2005), o seu segundo longa-metragem, foi selecionado para o Festival de Veneza. Participou ainda dos Festivais do Rio, Miami (Melhor Diretor), Karlory Vary, Paris, Nova York, e CINE PE, onde ganhou seis prêmios, incluindo o de Melhor Filme e Direção .

Em 2007, lançou a cinebiografia “Cartola”, codirigida por Hilton Lacerda, sobre o lendário sambista carioca, que se tornou o documentário de maior bilheteria do ano no Brasil. “O Homem que Engarrafava Nuvens” (2009), teve sua estreia internacional no MoMA, em Nova York e foi selecionado para o IDFA (Festival Internacional de Amsterdam) , além de percorrer inúmeros festivais internacionais. O filme ganhou o prêmio de Melhor Documentário do Ano (2010), pela Academia Brasileira de Cinema.

RENATO CIASCA (PRODUTOR)

Diretor, produtor e roteirista, Renato Ciasca estudou na Faculdade de Cinema da FAAP, formando- se em 1986. Lá conhece Beto Brant e com ele forma uma parceria que já dura mais de 25 anos. Na faculdade dirigem o primeiro curta Aurora e o filme é premiado nos festivais de Gramado e Brasília em 1987. A parceria com Brant foi temporariamente interrompida quando Ciasca decide viajar para fora do país indo primeiro aos EUA, depois Europa, Austrália, Índia e também América do Sul. Na volta, em 1994, engaja-se em Os Matadores, que foi filmado um ano depois. Participou, como produtor e co-roteirista, em outros dois filmes dirigidos por Beto, Ação Entre Amigos (1998) e O Invasor (2001), este já produzido na Drama Filmes fundada por Beto e Renato. Após fazer a produção de Crime Delicado (2006), escreveu e dirigiu o filme Cão Sem Dono (2007), com Beto Brant. Em 2009, produziu Amor Segundo B. Schianberg e em 2011 lança Eu Receberia as Piores Notícias dos Seus Lindos Lábios onde assina a direção, produção e roteiro do filme com Beto Brant. No final de 2013 lança como produtor o documentário A Nave-uma viagem com a jazz Sinfônica de SP, dirigido por Luís Otávio de Santi. Atualmente está em fase de comercialização e lançamento do filme Sangue Azul, dirigido por Lírio Ferreira, onde atua como produtor.

ELENCO

Daniel de Oliveira (Zolah), Caroline Abras (Raquel), Sandra Coverloni (Rosa), Rômulo Braga (Cangulo), Matheus Nachtergaele (Gaetan), Milhem Cortaz (Inox), Laura Ramos (Teorema), Lívia Falcão (Zanoia), Servílio de Holanda (Cuscuz), Glicério Rosário (Camarão), Armando Badaioff (Benigno), Ruy Guerra (Mumbebo), Paulo César Pereio (Kaleb), Brenda Lígia (Jandira), Stefano Catarinelli (Sombra), Rosimeire dos Santos (Luz), Christiane Tricerri (Melina), Fabiana Pirro e Karine Carvalho (Turistas), Rogério de Paula (Capataz), Lia de Itamaraca (Cirandeira), Verônica Silva (Cantora Yemanja), MaximilianKunze (Zolah criança), Maria Lobo Rocha (Raquel criança).

PUPILLO (TRILHA SONORA)

A trilha sonora de “Sangue Azul”, foi composta por Pupillo, baterista da banda brasileira de mangue beat Nação Zumbi. O filme contém várias composições próprias de Pupillo e também parcerias dele com Arto Lindsay, Vítor Araújo, Otto e Carlos Fernando, esta interpretada por Ortinho e tem também músicas clássicas – Romance para Piano e Violino, Op. 11, de Dvorake La Tempestade di Mare, de Vivaldi; música popular brasileira – A Desconhecida, de Fernando Mendes e Conselheiro, de Batatinha e Paulo César Pinheiro; e canções internacionais como Rapsódia Cubana, de Ernesto Lecuona, Desesperadamente, de Gabriel Ruiz e Ricarrdo Lopez Mendez ,interpretada por Marina de la Riva e Le PlatPays, de Jacques Brel, interpretada pelo ator Matheus Nachtergaele.

MAURO PINHEIRO JR (DIRETOR DE FOTOGRAFIA)

Nascido no Recife em 1971, Mauro Pinheiro formou-se em cinema pela Universidade Federal Fluminense, em Niterói. Fotografou inúmeros longas-metragens, entre os quais se destacam “Era Uma Vez Eu, Verônica” (2012), de Marcelo Gomes; “Sudoeste”, de Eduardo Nunes; “O Abismo Prateado”, de KarimAinouz; “As Melhores Coisas do Mundo”, de Laís Bodanzky; “Linha de Passe”, de Walter Salles; “Mutum”, de Sandra Kogut; “Cinema, Aspirinas e Urubus”, de Marcelo Gomes; e “Eu, Tu, Eles”, de Andrucha Waddington, filmes que lhe renderam prêmios em festivais, como os de Brasília, Recife e Guadalajara e na ABC – Associação Brasileira de Cinematografia. Para a TV, fez episódios da série Filhos do Carnaval, produzida pela HBO e pela O2, e do seriado Cidade dos Homens dirigidos por Adriano Goldman e Roberto Moreira.

DRAMA FILMES (PRODUTORA)

Criada em 2001 por Beto Brant e Renato Ciasca, a Drama Filmes produziu cinco títulos lançados nos cinemas do Brasil e do exterior: O Invasor (2002), de Beto Brant, premiado como melhor filme latino americano no Festival de Sundance; Crime Delicado (2006), de Beto Brant; Cão Sem Dono (2007), de Beto Brant e Renato Ciasca; O Amor Segundo B. Schianberg (2010); Eu receberia as piores notícias dos seus lindos lábios (2012), dirigido por Beto Brant e Renato Ciasca, estrelado por Camila Pitanga e o documentário A Nave – Uma viagem com a Jazz Sinfônica de São Paulo (2011), dirigido por Luiz Otávio de Santi.

FICHA TÉCNICA:

SANGUE AZUL

Brasil, 2014, 114 min

Diretor: Lírio Ferreira

Produtor: Renato Ciasca

Roteiro: Lírio Ferreira, Fellipe Barbosa, Sérgio Oliveira

Produção Executiva: Renato Ciasca, Mônica Lapa, Julia Bock, Fred Lasmar e Tuca Noronha

Direção de Produção: Renato Rondon

Fotografia: Mauro Pinheiro Jr

Direção de Arte: Juliana Carapeba

Montagem: Mair Tavares e Tina Saphira

Música: Pupillo

Produção: Lírio Ferreira, Beto Brant e Renato Ciasca

Distribuição: IMOVISION

TRAILER:

 

 

GRADE DE HORÁRIOS:

18 de junho (quinta-feira)

15h – Sangue Azul

17h15 – Sangue Azul

19h30 – Sangue Azul
19 de junho (sexta-feira)

15h – Sangue Azul

17h15 – Sangue Azul

19h30 – Sangue Azul

 

20 de junho (sábado)

15h – Sangue Azul

17h15 – Sangue Azul

19h30 – Sangue Azul

 

21 de junho (domingo)

15h – Sangue Azul

17h15 – Sangue Azul

19h30 – Sangue Azul

 

23 de junho (terça-feira)

15h – Sangue Azul

17h15 – Sangue Azul

19h30 – Sangue Azul

 

24 de junho (quarta-feira)

15h – Sangue Azul

17h15 – Sangue Azul

19h30 – Sangue Azul

 

25 de junho (quinta-feira)

15h – Sangue Azul

17h15 – Sangue Azul

19h30 – Sangue Azul

 

26 de junho (sexta-feira)

15h – Sangue Azul

17h15 – Sangue Azul

19h30 – Sangue Azul

 

27 de junho (sábado)

15h – Sangue Azul

17h15 – Sangue Azul

19h30 – Sangue Azul

 

28 de junho (domingo)

15h – Sangue Azul

17h15 – Sangue Azul

19h30 – Sangue Azul

 

30 de junho (terça-feira)

15h – Sangue Azul

17h15 – Sangue Azul

19h30 – Sangue Azul

 

1 de julho (quarta-feira)

15h – Sangue Azul

17h15 – Sangue Azul

19h30 – Sangue Azul

 

Os ingressos podem ser adquiridos no local a R$6,00. Estudantes, idosos, bancários sindicalizados e jornalistas sindicalizados pagam R$3,00.

 

C i n e B a n c á r i o s

Rua General Câmara, 424, Centro – Porto Alegre | Fone: (51) 34331204

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER