Roadmovie ‘Breve História do Planeta Verde’ e ‘Deus Tem Aids’, sobre a sorofobia, estreiam no CineBancários

Sala de cinema da Casa dos Bancários exibe ainda ‘Serial Kelly’, com a cantora Gaby Amarantos

Combinando elementos fantásticos e do roadmovie argentino, BREVE HISTÓRIA DO PLANETA VERDE, de Santiago Loza, chega ao CineBancários no próximo dia 1º de dezembro, junto de DEUS TEM AIDS, documentário premiado no festival Queer Porto. Além das duas estreias, Serial Kelly, com Gaby Amarantos no elenco, segue em cartaz no CineBancários, na sessão das 15h.

Breve História do Planeta acompanha Tania (Romina Escobar), Daniela (Paula Grinszpan) e Pedro (Luis Soda), que encontram um alienígena deixado pela avó de Tania, uma mulher trans, antes de morrer. Ela gostaria que a criatura fosse levada ao lugar onde foi encontrada. Passando por fases diferentes em suas vidas, o trio se une para realizar esse último desejo. Nessa jornada, não apenas geográfica, cada um revê seus problemas e questões emocionais, e tudo que os trouxe até ali, partindo para um momento de transformação.

Loza, que também assina o roteiro, conta que o filme nasceu da vontade de juntar um certo imaginário do cinema pop com outros de um cinema mais pessoal. “Queria fazer uma espécie de road movie com personagens um tanto feridas, com um elemento fantástico. A princípio, surgiu a imagem de três amigos carregando o corpo de um alienígena por uma floresta. Esse foi o gatilho. Eles têm que cumprir uma missão, encontrar um destino para aquele ser.”

Deus Tem Aids aborda a sorofobia no Brasil

Dirigido por Fábio Leal e Gustavo Vinagre, Deus Tem Aids volta suas lentes à AIDS no Brasil. Partindo de conversas com sete artistas e um médico ativista, todos soropositivos, o filme resgata a história da epidemia no país ao falar de como essas pessoas vivem e lidam com a sorofobia.

O documentário busca desconstruir as narrativas oficiais sobre a soropositividade e trazer uma ideia positiva sobre a questão e pessoas que convivem com o HIV. Para isso, combina entrevistas e manifestações artísticas mais variadas – do teatro à poesia, passando por intervenções públicas. Tudo isso descortina uma questão central do nosso tempo.

PROGRAMAÇÃO

1 a 7 de dezembro

15h – Serial Kelly

17h – Breve História do Planeta Verde

19h – Deus Tem Aids

*Não há sessões nas segundas-feiras

ESTREIA

DEUS TEM AIDS

Direção: Gustavo Vinagre e Fabio Leal
Brasil/ Documentário/2021/ 82 min.

image.png

Sinopse: Deus Tem Aids é um documentário que explica e dá luz a uma nova perspectiva sobre a AIDS. Sete artistas e um médico ativista dão depoimentos, marcando quarenta anos após o início da pandemia do vírus no Brasil e buscando o enfrentamento da sorofobia nos dias de hoje.

Elenco: Carué Contreiras, Ernesto Filho, Flip Couto, Kako Arancibia, Marcos Visnadi, Micaela Cyrino, Paulx Castello, Ronaldo Serruya

BREVE HISTÓRIA DO PLANETA VERDE

Direção: Santiago Loza
Brasil/Argentina/Alemanha/Drama/2019/75min.

image.png

Sinopse: “Nós somos um pouco estranhos”, diz Pedro na presença de Daniela e Tania. Eles estão prestes a revelar para alguém o que há dentro da maleta que carregam: um alienígena do tamanho de uma criança, com coloração roxa e grandes olhos pretos. Os três amigos estão passando por uma fase de diversos desencantos em suas vidas e estiveram nos últimos dias seguindo um mapa deixado pela avó de Tania, que acabou de falecer. Seu último desejo era de que o alien retornasse ao lugar onde aparecera na Terra. Levemente surpresa, mas relativamente despreocupada com a descoberta de que sua avó passara os últimos anos de sua vida como cuidadora de um fofo alienígena, Tania, uma mulher trans, embarca com seus amigos em uma jornada através de uma pequena cidade argentina. Com o desenrolar de sua viagem, o vazio emocional que vivem dá lugar a uma força recém-descoberta.

Elenco: Romina Escobar (Tania), Paula Grinszpan (Daniela), Luis Soda (Pedro)

EM CARTAZ

SERIAL KELLY

image (3).png

Sinopse: Enquanto cumpre uma agenda de shows em inferninhos pelo sertão, Kelly, uma cantora de forró eletrônico, também vai deixando um rastro de mortes pelo caminho. Em seu trajeto de consumo compulsivo e violência, ela atravessa um nordeste novo, espiral de um desenvolvimento também apocalíptico. Quando passa a ser investigada por assassinatos, sua turnê mambembe também se transforma em uma estratégia de fuga. E de estrela ascendente ela se torna uma heroína marginal, a temida e procurada Serial Kelly, a primeira serial killer mulher do Brasil.

Ingressos
Os ingressos podem ser adquiridos a R$ 12 na bilheteria do CineBancários. Idosos (as), estudantes, bancários (as), jornalistas sindicalizados (as), portadores de ID Jovem e pessoas com deficiência pagam R$ 6. São aceitos cartões nas bandeiras Banricompras, Visa, MasterCard e Elo.

CineBancários

Rua General Câmara, 424 – Centro – Porto Alegre
Mais informações pelo telefone (51) 3030.9405 ou pelo e-mail [email protected]org.br

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER

Luciano Fetzner Barcellos
(Banrisul)
PRESIDENTE

Tags

Filiado à Fetrafi/RS, Contraf/CUT e CUT
Rua General Câmara, 424-Centro / CEP:90010-230 /
Fone: 51-34331200

Porto Alegre / Rio Grande do Sul / Brasil

Categorias

Categorias

Categorias