Quinta, dia 27 de maio, será o Dia Nacional de Luta pela inclusão de bancários no PNI, ser

Aumento de mortes na categoria faz bancários reivindicarem prioridade no Plano Nacional de Vacinação

Aumento Bancárias e bancários de todo o país realizam nesta quinta-feira, 27/05, o Dia Nacional de Luta pela inclusão da categoria como essencial no Plano Nacional de Vacinação (PNI) e pela vacina para todos. A Contraf-CUT, federações e sindicatos vão organizar atividades para cobrar a inclusão da categoria como grupo essencial para a vacinação.

“Não desistirmos da luta e da cobrança de vacina pra todos já. Os trabalhadores das atividades essenciais, como @s bancá[email protected], têm que ser incluí[email protected] na prioridade da vacina já que o Bolsonaro não comprou vacina para todos. Em todos os decretos municipais e estaduais que colocam restrição ao atendimento, os bancários e bancárias são obrigados a trabalhar”, lembrou a presidenta da Contraf-CUT, Juvandia Moreira.

Elevado número de mortes

Uma das razões para a inclusão é o elevado número de mortes na categoria por causa da pandemia. O Comando Nacional [email protected] Bancá[email protected] cobrou mais uma vez, na segunda-feira, 24, que a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) fornecesse os números de trabalhadores do setor que foram contagiados e também o número de óbitos (veja aqui). No entanto, alguns números já podem ser considerados como indicadores do alto número de mortes na categoria.

Mortes na categoria

No primeiro trimestre de 2020, o número de mortes de bancá[email protected], de acordo com o número de desligamentos por morte de trabalhadores com carteira assinada foi de 55, pelos dados do Boletim Emprego em Pauta, elaborado pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). Esse número mantém pequenas variações ano a ano, mas no primeiro trimestre deste ano saltou para 152, crescimento de 176,4% (veja aqui).

Salto maior

As mortes de trabalhadores de todas as categorias seguem a mesma tendência e cresceram 71,6% na comparação entre os primeiros trimestres de 2020 e 2021. No entanto, chama a atenção o salto maior verificado na categoria bancária, uma das que estão no atendimento essencial à população durante a pandemia.

Atividades

Na quinta-feira (27), Dia Nacional de Luta, os sindicatos da categoria bancária vão divulgar a reivindicação, expor os riscos que bancários e bancárias estão expostos no atendimento nas agências. Serão realizadas distribuição de boletins, manifestações nas redes sociais, uso de carros de som para explicar a necessidade de proteção da categoria, assim como a necessidade de vacina para todos, já.

Fonte: Contraf-CUT, com Edição de Imprensa SindBancários.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER