Quadrilha assalta Banrisul em Santana da Boa Vista, faz cordão humano e foge com reféns

Criminosos levaram dinheiro do banco e libertaram reféns no interior do município

Cerca das 10h45 da manhã desta sexta-feira, 30/08, clientes e funcionários do Banrisul de Santana da Boa Vista, Região Sul do estado, foram surpreendidos por quatro homens armados que invadiram a agência. Após pegarem o dinheiro, eles fizeram um cordão humano em frente ao banco, levaram três pessoas como reféns e fugiram em um carro. O trio de pessoas – uma funcionária da limpeza e dois clientes – foram depois abandonados em uma estrada de chão batido no interior do município.

Um dos reféns, o agricultor Francisco Domingues, depois relatou o susto que levou. “Eu estava tranquilo, mas quando colocaram a arma nas minhas costas, fiquei nervoso. Mas pensei ‘eles vão me largar e vou voltar’”, contou o aposentado, que estava na agência para sacar o benefício de inativo. Ainda segundo ele, nada foi levado dos clientes, apenas valores do próprio banco.

De acordo com o comandante do Comando Regional de Policiamento Ostensivo da região sul (CRPO SUL), coronel Eduardo Perachi, os assaltantes estavam armados com armas longas – possivelmente metralhadoras – e fizeram cordão humano com clientes e funcionários do banco.

A polícia faz bloqueios em estradas da região, na busca pelos criminosos. Até o momento, ninguém foi preso.

O prefeito do município de 8 mil habitantes, Arilton de Oliveira Freitas, afirmou que o banco estava lotado, pois é dia de pagamento do funcionalismo municipal. “Já virou rotina. Há seis meses esse mesmo banco foi atacado”, recorda.

Número de ataques cai, mas cordões humanos prosseguem

De 1º de janeiro até 30 de agosto de 2019, podemos dizer que nestes primeiros oito meses do ano, tivemos 54 ataques a bancos, segundo o nosso levantamento que coleta dados de publicações em redes sociais, sites noticiosos e nos relatos de dirigentes sindicais e bancários. No mesmo período do ano passado, houve 98 ataques a bancos. A queda foi de 45%.
O que preocupa são os ataques a bancos com cordão humano, aqueles como de hoje em Santana da Boa Vista. Se houve queda no volume total, esse tipo de ação de criminosos ficou no mesmo patamar nos primeiros 8 meses do ano de 2019 em relação ao mesmo período do ano passado. Ocorreram 9 ataques a bancos em 2019 até 30 de agosto e 9 de 1º de janeiro a 30 de agosto de 2018.

 

Fonte: Imprensa SindBancários, com informações da Rádio Guaíba Notícias e Gaúcha ZH.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER