Presidente do SindBancários participa de rodada decisiva de negociação com a Fenaban em 15 e 16/9

O presidente do SindBancários, Everton Gimenis, viajou para São Paulo nesta segunda-feira, 14/9, para participar da reunião preparatória do Comando Nacional dos Bancários para as duas mesas de negociação com a Fenaban, na terça, 14/9, e na quarta, 15/9. Essa rodada é decisiva para a Campanha Nacional dos Bancários, em 2015. No primeiro dia, os debates serão sobre o tema saúde. No segundo dia, será a vez de debater remuneração. O diretor da Contraf-CUT e ex-presidente do SindBancários, Mauro Salles, também participa dos debates.

A expectativa é de que os banqueiros da Fenaban apresentem na quarta-feira contraproposta de reajuste. Lembramos que este ano reivindicamos reajuste de 16% (aumento real de 5,7%) no piso e em outras verbas salariais, como o vale-refeição. No caso do auxílio-creche, vale-alimentação, 13ª Cesta reivindicamos que os valores desses benefícios passem a valer um salário mínimo nacional (veja reivindicações de remuneração abaixo).

“A nossa expectativa é de que os banqueiros da Fenaban façam uma contraproposta inferior. Por isso, é tempo de os bancários ficarem atentos a essa mesa. Depois dessa rodada, vamos nos reunir e avaliar qual será a orientação nacional para a categoria”, explica Gimenis.  O passo seguinte da Campanha Salarial será chamada de assembleias nos sindicatos de todo o país para avaliação da proposta. Caso a categoria rejeite, em decisão coletiva, os bancários partirão para a 14ª greve nacional consecutiva.

Nos últimos 11 anos de Campanhas Nacionais dos Bancários, conquistamos aumentos reais consecutivos. Entre 2004 e 2014, os bancários acumularam 117,2% de reajuste salarial com 23ª Convenção Coletiva de Trabalho (CCT), assinada em 13 de outubro do ano passado. Isso significa que tivemos 20,7% de aumento real nas verbas salariais. No caso do piso, o crescimento nos últimos 11 anos foi de 155,7%. Ele cresceu 1,5 vezes, com aumento real de 42,1% (2004-2014).

Saiba quais são os aumentos que queremos

> Reajuste salarial de 16% (reposição da inflação mais 5,7% de aumento real).

> PLR: três salários mais R$ 7.246,82 de parcela fixa adicional.

> Piso: R$ 3.299,66 (salário mínimo do Dieese)

> Vales alimentação, 13ª Cesta e auxílio-creche/babá: R$ 788 cada (salário mínimo nacional).

> Vale-refeição: R$ 34,26 ao dia.

> 14º salário

> Garantia de emprego e ampliação das contratações.

> Fim das metas abusivas e do assédio moral.

 Calendário de negociação com a Fenaban

19/8 – Emprego

2 e 3/9 – Saúde, Segurança e Condições de Trabalho

9/9 – Igualdade de oportunidades

Terça, 15/9 – Saúde

Quarta, 16/9 – Remuneração

Banrisul

10/9 – Primeira mesa de negociação

Quinta, 17/9 –  Segurança e condições de trabalho.

Caixa Federal

27/8 – Saúde e Segurança Bancária

4/9 – Saúde Caixa, Funcef e aposentados

11/9 – Carreira, isonomia, organização do movimento

Sexta, 18/9 – Contratações, condições das agências e jornada

Banco do Brasil

24/8 – Emprego, contratações e condições de trabalho

25/8 – Condições de trabalho e saúde

31/8 – Segurança, igualdade de oportunidades e isonomia

11/9 – Cláusulas sociais e previdência complementar

Sexta, 18/9 – Remuneração e plano de carreira

 

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER