PF desarticula no Rio quadrilhas especializadas em arrombamento de caixas eletrônicos

A Polícia Federal realiza nesta quinta-feira (28) uma operação conjunta com o Ministério Público carioca para desarticular duas organizações criminosas chefiadas por policiais militares do Rio de Janeiro que atuavam no arrombamento e furto de caixas eletrônicos. A “Operação Segurança” cumpre nove mandados de prisão preventiva e dois de busca e apreensão nos estados do Rio de Janeiro e Santa Catarina.

Criminosos de outros Estados, especialmente de Santa Catarina, conectaram-se com policiais militares e outros bandidos no Rio de Janeiro para praticar uma série de furtos. Alguns dos integrantes das quadrilhas investigadas já haviam sido presos em flagrante enquanto praticavam os delitos.

Maçarico

Entre os acusados está um policial militar responsável por arregimentar assaltantes para retirar com maçaricos ou serras dinheiro dos caixas eletrônicos. Ao todo, 21 pessoas foram indiciadas pela PF nos crimes de furto qualificado e organização criminosa.

Especialistas de SC

A investigação identificou que o bando era liderado pelo PM Aldecir Serafim, vulgo “Bruno” ou “Papel”. Ele era o responsável por recrutar pessoas de outros Estados para arrombar os caixas eletrônicos. Segundo a PF, os bandidos catarinenses são especialistas na técnica de corte dos caixas eletrônicos e, por isso, foram recrutados.

Antes de cada arrombamento dos caixas, a quadrilha pichava as câmeras e deixava o local para verificar se não havia alguma ronda policial. Depois, parte do grupo retornava para abrir com serras ou maçaricos os caixas, enquanto outros integrantes permaneciam do lado de fora da agência observando qualquer possível aproximação policial.

Rio Grande do Sul

Também aqui no RS, a polícia civil já havia identificado a presença de muitos bandidos catarinenses nos ataques a agências e caixas automáticos no estado, a partir do conhecimento transmitido por um ex-funcionário de uma fábrica destes equipamentos em Joinville, Santa Catarina.

Fonte: Imprensa SindBancários com informações da Folha de S. Paulo

 

 

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER