“Para Minha Amada Morta” entra em cartaz no CineBancários

     O longa-metragem “Para Minha Amada Morta”, de Aly Muritiba, entrará na grade de programação do CineBancários no dia 31 de março, sendo exibido nas três sessõe sidárias da sala de cinema, às 15h, 17h e 19h.

     O filme conta a história de Fernando, um homem que cuida de seu filho único após a morte de sua esposa. Todas as noites ele arruma as coisas de sua amada morta, mas um dia ele encontra uma fita VHS que mudará tudo. Nas palavras do diretor Aly Muritiba: “Solidão, melancolia, ciúme, sentimentos universais e atemporais, palavras fundamentais para se abarcar a natureza humana em sua totalidade, eis alguns dos temas tratados no drama psicológico Para minha amada morta.”

“PARA A MINHA AMADA MORTA”:

     Fernando é um bom homem que cuida do seu filho único, Daniel, um menino tímido e sensível. Depois da morte de Ana, sua esposa, todas as noites Fernando recorda o seu amor, arrumando as coisas de sua amada morta. Um dia ele encontra uma fita VHS que mudará tudo.

     O longa-metragem, o primeiro da carreira de Aly Muritiba, foi premiado no 48º Festival de Brasília nas categorias de melhor direção; melhor ator coadjuvante, para Lourinelson Vladmir; melhor atriz coadjuvante, para Giuly Biancato; melhor direção de arte, para Monica Palazzo, e melhor montagem, para João Menna Barreto. Além de ser eleito como melhor filme pelo júri da crítica.

SOBRE O DIRETOR:

     Roteirista, produtor e diretor cinematográfico, Aly Muritiba já dirigiu 8 curtas metragens, um telefilme e um longa-metragem coletivo, com os quais já conquistou mais de 100 prêmios em festivais de cinema. Suas principais realizações são os curtas “A Fábrica” (vencedor de mais 60 prêmios em festivais nacionais e internacionais, indicado ao Oscar 2013), “Pátio” (vencedor do É Tudo Verdade, e selecionado para a Semana da Crítica do Festival de Cannes), “A Gente” (vencedor do DOK Leipzig 2013) e “Tarântula” (selecionado para mostra competitiva do festival de Veneza em 2015).

     Seu roteiro de longa metragem “Para Minha Amada Morta” ganhou o Global Filmaking Award do Sundance Institut em 2013.

     Além de realizador, Aly Muritiba é um dos idealizadores e diretores artísticos do Olhar de Cinema, Festival Internacional de Curitiba.

FICHA TÉCNICA:

PARA A MINHA AMADA MORTA

Brasil / Drama / 2015 / 110 minutos

Roteiro e Direção: Aly Muritiba

Elenco: Fernando Alves Pinto, Lourinelson Vladmir, Mayana Neiva, Giuly Biancato, Vinicius Sabbag e Michelle Pucci

Produtores: Antônio Junior, Marisa Merlo, Aly Muritiba

Direção de Arte: Monica Palazzo

Direção de Fotografia: Pablo Baião

Montagem: João Menna Barreto

Trilha Sonora: Ruído por Milímetro

Produzido por: Grafo Audiovisual

Distribuidora: Vitrine Filmes

GRADE DE HORÁRIOS:

7 de abril (quinta-feira)

15h – Para Minha Amada Morta

17h – Para Minha Amada Morta

19h – Para Minha Amada Morta

8 de abril (sexta-feira)

15h – Para Minha Amada Morta

17h – Para Minha Amada Morta

19h – Para Minha Amada Morta

9 de abril (sábado)

15h – Para Minha Amada Morta

17h – Para Minha Amada Morta

19h – Para Minha Amada Morta

10 de abril (domingo)

15h – Para Minha Amada Morta

17h – Para Minha Amada Morta

19h – Para Minha Amada Morta

12 de abril (terça-feira)

15h – Para Minha Amada Morta

17h – Para Minha Amada Morta

19h – Para Minha Amada Morta

13 de abril (quarta-feira)

15h – Para Minha Amada Morta

17h – Para Minha Amada Morta

19h – Para Minha Amada Morta

Os ingressos podem ser adquiridos no local a R$10,00. Estudantes, idosos, pessoas com deficiência, bancários sindicalizados e jornalistas sindicalizados pagam R$5,00.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER