Os cinco dias de agosto mais violentos para os bancários em 10 anos expõem falência da política de segurança do governo Sartori

Agosto de 2015 é o mês mais violento dos últimos 10 anos para os bancários. Em tempos de aquartelamento da Brigada Militar, o oitavo mês do ano passado, em seus 31 dias, registrou 34 ataques a bancos no Rio Grande do Sul, segundo levantamento do SindBancários. Nos primeiros cinco dias de agosto em 2016, já há registros de 11 ataques a bancos, mais de dois ataques por dia.  Isso mostra que caminhamos para bater todos os vergonhosos recordes dos últimos 10 anos.

Podemos afirmar sem nenhum perigo de errar que a política de segurança do governo José Ivo Sartori é a maior responsável pelo crescimento da violência contra os bancários. Na terça-feira, 2/8, o SindBancários e a Fetrafi-RS ingressaram com uma ação de pedido de tutela antecipada na 5ª Vara do Trabalho do TRT 4ª Região em razão de as entidades de representação dos servidores públicos da segurança anunciarem uma operação padrão e solicitarem que os gaúchos ficassem em casa, pois não haveria garantias de policiamento ostensivo.

A liminar que pedia o fechamento das agências bancárias de todo o Estado foi acolhida pelo juiz Jorge Alberto Araújo (leia aqui). O juiz chegou a arbitrar multa de R$ 1 milhão para cada agência aberta por descumprimento de ordem judicial. Representantes dos banqueiros entraram com um mandado de segurança, na madrugada de 4/8, a quinta-feira, e conseguiram que a ordem judicial fosse modulada (leia aqui). As agências abriram porque não se conseguiu provar a inexistência de policiamento ostensivo. O processo tem prazo de 10 dias, a contar de 5/8, para que as partes, SindBancários e Fetrafi-RS,  apresentem provas.

O problema é que a sexta-feira, 5/8, fortaleceu ainda mais a iniciativa de proteção judicial do SindBancários e da Fetrafi-RS. Nada menos do que quatro ataques a bancos no Estado foram registrado em menos de 12 horas. Chegamos a 11 ataques a bancos nos primeiros cinco dias de agosto (veja gráfico). Mais de dois por dia. Sem contar que, desde 1º de janeiro até o quinto dia de agosto, sete meses, já houve 125 ataques a bancos.

grafico_01_05ago_05082016

“No ano passado, entrarmos com duas liminares que foram acolhidas pela Justiça em agosto e setembro. Não por acaso, esses dois meses bateram todos os recordes  de violência contra os bancários desde 2007. Os nosso dados mostram sem nenhuma dúvida que o governo Sartori, com a política de cortes e a ideologia da austeridade e de diminuição de estado é um fracasso total”, diz o presidente do SindBancários, Everton Gimenis.

grafico_jan_ago_05082016

O presidente do Sindicato faz questão de informar os bancários da base do Sindicato que a entidade, através de sua assessoria jurídica, continuará atuando para proteger os bancários e bancárias. “A nossa experiência em atender casos de pós assalto nas agências mostra que o medo que os bancários sentem é responsável por um garande número de afastamentos por adoecimento. O governo SArtori brinca com a segurança dos gaúchos. Esse aumento da criminalidade em todos os segmentos criminais, não só nos bancos, é resultado do corte de investimentos públicos na segurança, sobretudo nas horas extras dos policiais militares”, ponderou Gimenis.

Agosto

  1. Dia 1: Santander (Santa Maria). Agência é arrombada, e criminosos levam dinheiro o caixa eletrônico.
  2.  Dia 1: Banco Brasil (Nova Roma do Sul). Assalto a banco com reféns.
  3. Dia 1: Sicredi (Nova Roma do Sul). Assalto a banco com reféns após ataque a Banco do Brasil.
  4. Dia 2: Banrisul (Balneário Pinhal). Tentativa de arrombamento com criminosos presos e um baleado.
  5. Dia 2: Banrisul (Caxias do Sul). Arrombamento de agência com fuga dos criminosos.
  6. Dia 3: Banco (São José do Herval). Arrombamento de caixa eletrônico com explosivos.
  7. Dia 3: Banco do Brasil (Novo Hamburgo). Arrombamento de agência por buraco na parede.
  8. Dia 5: Caixa (PoA). Arrombamento de cofre da agência com maçarico.
  9. Dia 5: Banrisul (Fazenda Vila Nova). Arrombamento de dois caixas eletrônicos com explosivos.
  10. Dia 5: Sicredi (Santana da Boa Vista). Arrombamento de cofre da agência com explosivos.
  11. Dia 5: Banrisul (Passo Fundo). Assaltantes atacaram posto da Universidade de Passo Fundo (UPF).

https://www3.sindbancarios.org.br/wp-content/uploads/2016/08/05082016.pdf

 

Fonte: Imprensa SindBancários

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER