O Brasil entre a economia e a política

Painel de encerramento do ano de formação do SindBancários reúne Emir Sader e Marcio Pochmann na sede da Fetrafi-RS em 4/12. Inscreva-se e participe!

Eles têm um vasto currículo de serviços intelectuais prestados à nação brasileira. E não é de hoje. Somando as biografias do professor, filósofo, cientista social e político Emir Sader e do economista Marcio Pochmann não é exagero dizer que seria preciso um livro para documentar a produção de estudos em suas respectivas áreas. Pois o político, ativo agitador de redes sociais Emir, e o economista e mais tímido Marcio são as duas personalidades que encerram os trabalhos de formação no SindBancários em 2019.

Eles estarão juntos debatendo o Brasil a partir das 19h, da quarta-feira, 4 de dezembro, na sede da Fetrafi-RS em Porto Alegre. Trata-se de uma organização da diretoria de Formação do SindBancários. O nome do painel não podia ser outro: “Brasil: Análise de Conjuntura Política e Econômica”. É para entender o que acontece agora e projetar o que vem por aí.

Mas, atenção! Para garantir seu lugar, você precisa se inscrever.

Clique nesta linha e inscreva-se para o painel.

Não espere só elogios aos governos populares. Mas também não fique achando que tanto Emir Sader quanto Marcio Pochmann irão mobilizar discursos de terra arrasada frente à políticas de combate à desigualdade que governaram o Brasil de 2003 a 2016. Ambos claramente são partidários da ideia de que a presidenta Dilma Rousseff foi vítima de um golpe de estado em 2016.

Os indicadores sociais e econômicos estão aí para demonstrar a catástrofe que se anuncia com o neoliberalismo radical de Jair Bolsonaro e Paulo Guedes. Ou alguém acha normal manter cerca de 12 milhões de desempregados no Brasil? Também não é normal a Medida Provisória 905, editada por Bolsonaro em 14 de novembro passado para liberar o trabalho aos sábados dos bancários e acabar com a jornada de seis horas, além de taxar o seguro-desemprego em 7,5%.

Vamos conversar com eles e saber no que o país se transformou desde 1º de janeiro, quando ficou ainda mais claro o golpe em Dilma e o uso do discurso de corrupção para encarcerar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Evidências? Estão por aí. Uma delas: não foi por acaso que o títere da Operação Lava Jato, o ex-juiz federal Sergio Moro se transformou no ministro da Justiça de Bolsonaro. E que a Vaza Jato, série de reportagens do The Intercept Brasil – site de jornalismo independente que denunciou o uso político da ava jato para retirar Lula da Campanha Eleitoral de 2018 – mostra diálogos entre os investigadores da Lava Jato, no mínimo, comprometedores.

De qualquer modo, haverá espaço para perguntas, para o debate, a conversa e a discordância com esses dois intelectuais de esquerda, é certo, mas que nunca perdem os rumos dos caminhos que a história, a economia, a política e ciência social são capazes de deslindar a cada movimento do tempo.

Seminário “Brasil: Análise de conjuntura política e econômica”, com o professor Emir Sader e o economista Marcio Pochmann.

Quarta-feira, 4/12, a partir das 19h na sede da Fetrafi-RS (Rua Fernando Machado, 820, Centro Histórico de Porto Alegre.

Para garantir seu lugar, você precisa se inscrever. Clique nesta linha e se inscreva!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER