Nota de Apoio – Paz e justiça social ao povo irmão da Colômbia!

É com pesar, mas também com firmeza, que o SindBancários de Porto Alegre e Região vem a público, neste dia 05 de maio, manifestar seu total apoio e solidariedade à sofrida população da Colômbia, que em cerca de uma semana de manifestações, já contabiliza cerca de 20 pessoas mortas, 90 desaparecidas e milhares de feridos. Grande parte da violência atual naquele país segue o histórico sombrio de muitos regimes da América Latina, comandados por governos autoritários e conservadores, que costumam recorrer à violência armada – militar, policial ou de grupos paramilitares – para reprimir e calar as vozes dos que protestam por melhores condições de vida e justiça social.

Conforme o noticiário internacional, a cidade de Cali, com mais de 2,3 milhões de habitantes, no sudoeste da Colômbia, tornou-se o epicentro dos protestos e dos confrontos violentos. O motivo principal das manifestações da população foi o anúncio do governo, de inclinação direitista, de uma reforma tributária, aumentando os impostos sobre a renda e sobre produtos básicos – o que atinge diretamente a população mais carente. Sabe-se que as medidas visam aumentar a arrecadação de tributos, para que a dívida colombiana não gere mais pontos negativos na avaliação das agências internacionais de risco.

Tentando reduzir o clima de inconformismo e as manifestações de rua, o presidente Ivan Duque teria solicitado ao Congresso que retirasse o tema da reforma tributária da pauta de votações, para que a proposta fosse reavaliada. No entanto, as manifestações foram fortalecidas também pela extrema violência policial e paramilitar relatada pela imprensa internacional e local. Para piorar, grupos de cidadãos mais ricos e da alta classe média do país – contrários ao aumento de impostos para seu segmento – estariam ampliando os conflitos, com a formação de grupos muito bem armados que agiram contra os manifestantes.

Neste contexto, o SindBancários de Porto Alegre junta a sua voz às centenas de protestos de todos os pontos do mundo, que pedem uma solução pacífica e socialmente justa para a atual conflagração armada que atinge os irmãos latino-americanos da Colômbia.

Afinal, aqui no Brasil vivemos uma situação com muitos pontos em comum. Em meio a maior crise sanitária do país, com mais de 411 mil mortos pela Covid-19, fruto do descaso e do negacionismo de uma mesma matriz governamental de direita como a da Colômbia, Jair Bolsonaro também quer aprovar um projeto de reforma administrativa. Seu principal objetivo é a retirada de mais direitos dos trabalhadores e trabalhadoras, que já sofrem com a pandemia e o desemprego.

Solidariedade, justiça e paz ao povo da Colômbia!

Diretoria SindBancários de Porto Alegre e Região

 

Ilustração: Augusto Bier

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER