Negociação específica: Comando e Caixa realizam na sexta, 4/9, segunda rodada

A Comissão Executiva dos Empregados (CEE/Caixa), que assessora a Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT) e a Caixa Econômica Federal se reúnem nesta sexta-feira, 4/9, em Brasília, para a segunda rodada de negociações específicas da campanha salarial 2015. Na pauta, Saúde Caixa, Funcef e aposentados

Em relação ao Saúde Caixa, o movimento nacional dos empregados reivindica a utilização do resultado anual com aporte da Caixa (70%) para a melhoria do plano. Outras exigências são a segregação operacional e financeira dos recursos, com a criação de um fundo que os remunere, a contratação de assessoria especializada para o Saúde Caixa na Gipes e na Gesap e a revisão geral tanto em relação às coberturas quanto aos limites de procedência. O caráter do Conselho de Usuários também precisa ser modificado, pois hoje ele é consultivo e necessita ser transformado em deliberativo.

No item sobre o Saúde Caixa, uma das reivindicações é a utilização do resultado anual com aporte da Caixa (70%) para a melhoria do plano. Também são reivindicadas a segregação operacional e financeira dos recursos com a criação de um fundo que os remunere, a contratação de assessoria especializada para o Saúde Caixa na Gipes e na Gesap e a revisão geral tanto em relação às coberturas quanto aos limites de procedência. O caráter do Conselho de Usuários também precisa ser modificado, dado que hoje a instância é consultiva e necessita ser transformada em deliberativa.

No caso da Funcef, uma das principais reivindicações é o fim do voto de minerva nas instâncias de gestão da Fundação. Outra bandeira é o fim da discriminação aos trabalhadores que não saldaram o REG/Replan e, em função disso, são impedidos de migrar para Plano de Cargos e Salários (PCS) de 2008 e para o Plano de Funções Gratificadas (PFG) de 2010. Há também a luta para a conclusão do processo de incorporação do REB pelo Novo Plano, assim como a necessidade de participação do movimento nacional dos empregados na definição sobre o plano de equacionamento do déficit na Fundação, de modo a garantir a maior transparência possível nesse processo.

Na reunião desta sexta-feira, dessa vez em relação aos aposentados, os representantes dos empregados vão cobrar a recomposição do poder de compra dos benefícios e a extensão do auxílio e da cesta alimentação a todos os aposentados e pensionistas, inclusive aos desligados em PADV. A paridade das funções também será exigida, de modo a corrigir as distorções causadas pelos planos de cargos e salários e funções ainda existentes.

Avaliação

A julgar pela rodada da semana passada, quando o banco recusou-se a negociar a suspensão do GDP, que institucionaliza a cobrança de metas individuais e é a principal causa do adoecimento registrado nas unidades, a hora, portanto, é para ampliar a mobilização em torno das reivindicações específicas da campanha salarial deste ano.

Calendário na Caixa

Dia 4 de setembro: continuidade dos debates sobre saúde do trabalhador, Saúde Caixa, Funcef e aposentados.

Dia 11 de setembro: carreira, isonomia e organização do movimento.

Dia 18 de setembro: contratação, condição de funcionamento das agências, jornada e Sistema de Ponto Eletrônico (Sipon).

Fonte: Contraf-CUT, com Fenae

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER