Mesa de negociação do Saúde Caixa ainda sem data para acontecer

Negociações precisam definir modelo de gestão e de custeio do plano de saúde dos empregados da Caixa

Após o cancelamento da reunião de negociação sobre o Saúde Caixa, prevista para a última quinta-feira 23/09, entre a Comissão Executiva dos Empregados e os representantes da Caixa Econômica Federal,  ainda não foi anunciada uma nova data para acontecer. A rodada  acabou sendo suspensa. A reunião daria continuidade às negociações sobre o modelo de gestão e de custeio do Saúde Caixa, que deve ser implementado a partir de janeiro de 2022.

Princípios inegociáveis

A Comissão, representando os empregados do banco, considera os princípios de solidariedade, mutualismo e pacto intergeracional como premissas inegociáveis. Outro ponto a ser tratado é o calendário para as assembleias. Assim que a mesa de negociação for remarcada, o Sindicato, a Contraf-CUT e a Fenae divulgarão a data e as informações.

Reflexos no pós-emprego

Para o SindBancários e entidades dos trabalhadores da Caixa, é fundamental que todos os empregados,  ativos e aposentados, se apropriem do debate sobre o custeio e a gestão do Saúde Caixa. Na visão de um bancário que não quis se identificar, “é muito importante, neste momento, pensar na coletividade, já que uma decisão equivocada agora pode prejudicar a todos, especialmente no pós-emprego”, ressaltou.

A CEE/Caixa defende que o calendário permita apresentar a proposta e fazer os debates e esclarecimentos necessários. “Toda e qualquer proposta sobre o plano de assistência à saúde será amplamente debatida com os colegas. Desde o início dos trabalhos temos reforçado a importância de os usuários do plano acompanharem este debate pela importância que esse assunto tem”, disse a coordenadora da CEE/Caixa, Fabiana Uehara Proscholdt.

Fontes: Fenae e Contraf-CUT, com Edição de Imprensa SindBancários.  Foto: Arquivo SindBancários.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER