SindBancários acompanha audiência sobre Mina Guaíba

Projeto de mina de carvão a céu aberto, perto da Capital e muito próximo do Lago Guaíba, tem enorme pótencial poluidor

Considerada uma das mais poluentes fontes de energia, já abandonada por muitos países, a exploração do carvão mineral a céu aberto é a base do empreendimento Mina Guaíba, da empresa Copelmi, que pretende explorar uma mina a céu aberto, em Eldorado do Sul. Para debater o projeto – que deve ocupar uma área de 4,5 mil hectares, e fica a apenas 1,5 quilômetro do Delta do Jacuí, que abastece de água toda a Regtião Metyropolitana – foi realizada uma novam audiência pública na noite desta segunda-feira, 30/09, na Assembleia Legislativa do RS.

Não foi por acaso que os 600 lugares do Auditório Dante Barone da AL foram completamente ocupados”, diz a diretora do SindBancários, Ana Guimaraens, integrante do Comitê de Combate à Megamineração no RS. “Existe uma consciência crescente na sociedade gaúcha sobre o potencial poluidor desta mina de carvão sobre a Região Metropolitana”, afirma ela. “É muito grande o risco de contaminação desta mina de carvão sobre o Rio Jacuí, o Lago Guaíba e a Lagoa dos Patos, e é por isso que todos devemos nos unir em defesa da vida e do meio ambiente, pois este tipo de atividade tem reflexos óbvios sobre a saúde e até mesmo sobre a sustentabilidade e o trabalho de todos”, lembrou.

Laudos preocupantes

Na audiência na Assembleia Legislativa, a promotora do Meio Ambiente de Porto Alegre, Ana Maria Moreira Marchesan, afirmou que tem em mãos uma série de laudos que preocupam em relação aos impactos ambientais. “O carvão libera muitos elementos químicos quando é retirado de debaixo da terra”, apontou. Além disso, Ana Maria disse que o órgão questiona os estudos de impacto ambiental apresentados pela Copelmi. E considera que há um “deficit democrático” da parte da empresa mineradora, que não realizou audiências públicas antes da elaboração do projeto.

Enquanto o deputado Gabriel Souza (MDB) se concentrava apenas no aspecto financeiro (“não acredito que um estado como o nosso não queira receber um investimento de milhões de dólares”, disse) era rebatido por outros parlamentares. Fernanda Melchiona (PSOL) questionou o tipo de empreendimento: “Não existe nada mais atrasado ambientalmente do que defender termoelétrica e carvão mineral. Aqui se trata de um verdadeiro absurdo, ficaria a 1,5 quilômetro do Delta do Jacuí”, alertou.

Perdas agrícolas

Já o deputado Edgar Pretto (PT) desmontou o raciocínio empregado pelos entusiastas da instalação da mina na região: “A Copelmi promete gerar muitos empregos. Mas a empresa não diz que, se houver a implantação do projeto, vai gerar muito desemprego também, pois os municípios da área a ser afetada têm forte produção agrícola, especialmente de produtos alimentícios orgânicos, além de sediar o Assentamento Apolônio de Carvalho, onde vivem e trabalham muitas famílias”.

Indígenas

O deputado também citou que a região abriga várias aldeias indígenas – povos originários – que seriam  afetadas negativamente. No auditório da Assembleia Legislativa, compareceram dezenas de indígenas que vivem, produzem e mantém seu modo de vida naquelas áreas.

Inquérito aberto

A promotora do Meio Ambiente informou também que o Ministério Público do Estado tem um inquérito civil aberto desde 2016, sobre os prováveis impactos ambientais que o processo traria, e que o projeto até hoje não obteve licenças expedidas pela Fepam.

Comitê democrático

São mais de 50 entidades que compõem o Comitê (que foi lançado no dia 18/06, no Auditório do CPERS/Sindicato), reunindo associações de moradores, movimentos populares, sindicatos, universidades, cidadãos e cidadãs.

 

Fonte: Imprensa SindBancários, com informações da Notícias Rádio Guaíba e Gaúcha ZH. Fotos: Celso Bender/Agência ALRS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER

Luciano Fetzner Barcellos
(Banrisul)
PRESIDENTE

Tags

Filiado à Fetrafi/RS, Contraf/CUT e CUT
Rua General Câmara, 424-Centro / CEP:90010-230 /
Fone: 51-34331200

Porto Alegre / Rio Grande do Sul / Brasil

Categorias

Categorias

Categorias