Meia-entrada está valendo

Convênio assinado na segunda-feira, 9/9, permite que trabalhadores associados em sindicatos filiados a CUT-RS tenham 50% de desconto nas sessões do CineBancários

O palco não podia ser mais apropriado à assinatura de um convênio que busca facilitar o acesso de trabalhadores à cultura. Pois foi no palco da sala de cinema do CineBancários que os presidentes do SindBancários e da CUT-RS assinaram convênio que vale meia-entrada. Desde a noite da segunda-feira, 9/9, os trabalhadores sócios de sindicatos filiados a CUT-RS têm desconto de 50% na entrada do cinema.

Se você é trabalhador ativo ou aposentado e seu sindicato ou federação é filiada a CUT-RS, sua sindicalização vale desconto de 50% na bilheteria no CineBancários. Não importa a sua categoria de trabalhador. Mas tem que apresentar a carteirinha de sindicalizado na bilheteria do cinema para obter o desconto.

A meia-entrada também fica garantida quando o(a) trabalhador(a) apresenta o contracheque do último mês de pagamento com o desconto da mensalidade de sindicalizado(a) à entidade sindical. Na bilheteria do Sindicato, haverá uma lista de entidades filiadas à CUT-RS.

A solenidade de assinatura ocorreu pouco antes da exibição do documentário “Os 30 anos da Greve de 1979”, do diretor Hique Montanari, durante as comemorações dos 40 anos da Greve de 1979, a chamada Greve Proibida.

O nosso cinema é um cinema de resistência, um cinema de calçada que o trabalhador pode vir. É um cinema que visa disputar as consciências”, explicou o presidente do SindBancários, Everton Gimenis.

Para o presidente da CUT-RS, Claudir Nespolo, exaltou o caráter político do convênio e de ajudar na mobilização dos trabalhadores para luta por direitos. “Estamos passando por períodos são difíceis. O símbolo do Sindicato se abre ainda mais. Ninguém se salva sozinho. Temos que estar irmanados na luta”, defendeu Claudir.

Leia aqui a íntegra do convênio entre o SindBancários e a CUT-RS

Fonte: Imprensa SindBancários

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER