Marcada pela transparência, assembleia aprova venda de imóvel para financiar expansão do patrimônio do SindBancários

Bancários e bancárias que participaram da assembleia patrimonial do SindBancários, na  quarta-feira, 17/8, na auditório da Casa dos Bancários, aprovaram duas questões relacionadas à expansão do patrimônio da categoria. Por ampla maioria (apenas uma abstenção), os participantes da assembleia aprovaram a venda do imóvel localizado na Rua dos Andradas, 943, 11º andar, a Sede Cacique. Na segunda rodada de decisões, os bancários aprovaram por unanimidade a compra de terreno para a construção de novo espaço autossustentável de formação, lazer e cultura, localizado na Rua Riachuelo, 655, no Centro de Porto Alegre.

Durante a assembleia, o presidente do SindBancários, Everton Gimenis, reconstituiu o histórico de investimentos em patrimônio do Sindicato.  Gimenis contou que o imóvel pertencente ao Sindicato no Edifício Malcon foi vendido, em 2010, e vai ajudar a financiar a aquisição do terreno para a construção de um projeto que inclui quadra poliesportiva, estacionamento em dois pavimentos, auditório e que também irá abrigar o Arquivo Histórico, atualmente na Sede Cacique.

Uma assembleia em junho de 2008 havia autorizado a diretoria da época e vender o patrimônio do Edifício Malcon e da sede Cacique para investir em um novo projeto, detalhado como um investimento autossutentável. “Quando revitalizamos a nossa atual sede, a Casa dos Bancários, percebemos a importância de investir no patrimônio da categoria. Já havíamos feito uma assembleia autorizando exatamente o que esta de hoje autorizou. Fizemos esta assembleia para que os bancários tivessem a oportunidade de avaliar esse novo investimento no patrimônio e decidir o futuro da nossa categoria”, avaliou Gimenis (Leia aqui detalhes do empreendimento e seus aspectos legais e de valores).

O presidente informou que o projeto prevê a autossustentabilidade do prédio. Segundo Gimenis, o custo do condomínio da sede Malcon, quando foi vendida em 2008, era de cerca de R$ 5 mil por mês. A Sede da Cacique também tem um alto custo de manutenção. “A ideia dessa sede é não ser um elefante branco. Teremos dois andares de garagem que terão espaços locados. A quadra poliesportiva será alugada. Vamos investir em energia solar, em captação de água da chuva para que o projeto tenha essa preocupação ecológica e que reduza os custos de manutenção. Também vamos investir em formação. Quem sabe no futuro  podemos ter uma universidade de formação política e capacitação para o trabalho dos bancários”, detalhou Gimenis (Leia aqui reportagem que complementa explicações sobre o empreendimento e apresenta editais).

Solidariedade de presidente histórico

Ele era secretário-geral quando, em 1979, o Sindicato sofreu intervenção após uma grande greve que encarou o autoritarismo da Ditadura Militar. O então presidente Olívio Dutra fora cassado. Entre 1981 e 1983, Milton Mottini, hoje aposentado do Banco do Brasil, foi presidente do Sindicato. Em seu último ano, realizou um sonho de dirigente e trabalhador bancário: a compra da atual sede da Ladeira, a Casa dos Bancários.

Seu outro sonho, como disse em sua fala na assembleia da quarta-feira, estava sendo realizado naquele momento. Mottini disse aos “companheiros da atual diretoria” que era “solidário” à proposta de venda da sede Cacique para investir em um novo empreendimento patrimonial. “Vim aqui hoje para ser solidário. Para mim, é a continuidade de um sonho. Está para lá de correta a posição dos companheiros que estão à frente do Sindicato”, defendeu.

 

Mottini também contou que, quando anunciou a intenção da diretoria, durante sua gestão, formou-se uma frente de oposição à compra da atual sede da Ladeira. Com a estrutura de cinema, biblioteca, auditório e salão de festas, essa postura seria quase que motivo de piada. O negócio custou 50 mil cruzados na época e, mesmo com o investimento, ele deixou cerca de R$ 80 mil nos cofres do Sindicato. “Vamos garantir a nossa sede”, reiterou ele.

 Crédito fotos: Caco Argemi

Fonte: Imprensa SindBancários

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER