Marca HSBC deverá ser substituída por Bradesco em outubro

A marca HSBC deverá ser substituída pelo Bradesco nas agências a partir de outubro, segundo o vice-presidente do Bradesco, Alexandre Gluher. A compra do HSBC pelo Bradesco foi aprovada na quarta-feira, 8/6, com restrições, pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

De acordo com Gluher, a partir dessa aprovação o Bradesco inicia uma contagem de ajustes finais para realizar o pagamento, que deve acontecer na primeira quinzena de julho. No dia seguinte, o Bradesco assume a gestão do HSBC.

“Para clientes e funcionários, nesse dia não muda nada. O cliente segue na mesma agência, cartão, bandeira”, afirmou ele ao G1.

A perspectiva é que, nos 90 a 100 dias seguintes, o Bradesco faça os ajustes finais e entregue, aos clientes, o “kit de boas vindas” com a troca dos cartões, cheques etc., por outros com a bandeira do Bradesco. Quem não receber esse kit, ou ainda tiver folhas de cheque do HSBC, no entanto, poderá continuar usando o cartão e os cheques do HSBC até que a substituição seja feita.

“Acreditamos estar aptos a fazer essa virada na primeira quinzena de outubro. A partir de uma segunda-feira a gente assume as agências (do HSBC) definitivamente sob a bandeira Bradesco”, diz Gluher. A partir daí, a marca HSBC nas fachadas das agências deixa de existir.

De acordo com o executivo, os clientes poderão permanecer nas mesmas agências onde hoje têm relacionamento, já que a sobreposição de agências do HSBC e Bradesco “é muito pequena”. “Dadas as propostas de relacionamento com os clientes complementares, é muito provável que mantenha a quase integralidade da rede de agências do HSBC”, afirmou.

Os clientes do banco comprado poderão ainda manter os mesmos pacotes de serviços, com as mesmas franquias e preços, após a mudança de marca. Os pacotes hoje existentes no HSBC, no entanto, não serão mais vendidos e não estarão disponíveis para os atuais e novos clientes do Bradesco.

Em nota, o HSBC informou que o cliente do banco será informado, por meio dos canais de comunicação do HSBC, à medida que as ações evoluam. “Neste momento, o relacionamento dos clientes com o HSBC permanece o mesmo, ou seja, o cliente continua com a mesma conta e agência. O acesso aos canais de atendimento, cartões de crédito, débito e talões de cheques e condições de serviços e produtos também permanecem inalterados”.

Fonte: G1

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER