Mais solidariedade no horizonte do Sindicato

Moradores da Ocupação Vila Maria e do Morro da Cruz receberam cestas básicas na Campanha de Solidariedade do SindBancários. Saiba como ajudar

Os moradores da Ocupação Vila Maria, na estrada de mesmo nome, costumam ir para o asfalto, na avenida Cavalhada, reivindicar melhores condições de vida ou lutar por um lugar decente para morar. No Projeto Morro da Cruz, do Centro de Inteligência Urbana (CIUPOA), a rotina é praticamente a mesma. Um conjunto de moradores participa do projeto para sobreviver em condições mais adequadas e aprender a fazer a gestão de seu espaço na Zona Leste de Porto Alegre.

Tanto a Ocupação Vila Maria quanto o Projeto Morro da Cruz foram alvo da solidariedade do SindBancários na quinta-feira, 14/5. Se a Vila Maria luta contra o despejo e o pessoal do Morro da Cruz em busca de esperança e resiliência para viver uma vida em sociedade organizada, ambos têm um problema em comum.

Em tempos de pandemia de coronavírus, a dificuldade bateu à porta. Muitos moradores vivem de trabalhos temporários, são vendedores ambulantes. São aqueles que ganham dinheiro de dia para levar para a família à noite.

Estão longe da realidade dos bancários. Mas nem por isso longe do alcance da nossa mão. Por isso o SindBancários entregou cestas básicas dentro de sua Campanha de Solidariedade. Quem quiser participar, pode doar qualquer valor, depositando numa das contas do Sindicato (saiba como ao final desta matéria).

Desde abril, o Sindicato realiza doações nas periferias de Porto Alegre. Já foram entregues mais de 1 mil cestas básicas e outras mais de 1 mil quentinhas no centro de Porto Alegre para moradores de rua.

Para o presidente do SindBancários, Everton Gimenis, o ato de entregar comida para uma pessoa vulnerável é um ato humanitário. “Espero que a gente aprenda com essa pandemia a estender a mão para quem precisa. Estamos entregando comida para as pessoas porque nem o governo do estado, nem a prefeitura, nem o governo federal fazem a sua parte”, criticou Gimenis.

Segundo ele, a incompetência nos três níveis governamentais fica evidente com uma visita para entregar os mantimentos. “Temos a dimensão da extensão da pandemia do coronavírus quando a gente chega numa comunidade carente. As pessoas têm dificuldade para se isolar, para armazenar alimentos e até mesmo para lavar as mãos”, enumerou Gimenis.

O maior valor é a doação

O objetivo do Sindicato é dispor suas contas bancárias para quem desejar doar qualquer valor. As doações serão destinadas à compra de alimentos e itens de higiene, que serão doados a populações em vulnerabilidade social da nossa base territorial.

Seguem os dados das contas:

Titular: SINDICATO DOS BANCÁRIOS DE PORTO ALEGRE E REGIÃO

CNPJ: 92.831.650/0001-05

 

Banco: 104

CAIXA ECONÔMICA FEDERAL

Agência: 3567

Operação: 013 (Poupança)

Conta: 6842-3

 

Banco: 041

BANRISUL

Agência: 0100

Conta Corrente: 06.193660.0-3

 

Fonte: Imprensa SindBancários

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER