Justiça do Trabalho extingue pedido de fechamento de agências por caos na Segurança Pública. SindBancários prepara nova açã

A ação movida pelo SindBancários pedindo que as agências não abrissem na segunda-feira, 3/8, em razão de aquartelamento da Brigada militar, foi extinta pelo juiz Vinicius Petry, na noite desta sexta-feira, 31/7. O juiz argumentou que o Sindicato dos Bancos não poderia ser réu na ação cautelar porque não representaria os bancos, devendo ser ajuizada ação contra os bancos individualmente. O juiz não examinou o mérito do pedido do SindBancários (leia reportagem com as justificativas da ação cautelar) de que se trata de uma garantia da integridade dos bancários em virtude do anúncio da Abamf de orientar os policiais militares do rio Grande do Sul de permanecerem nos quartéis e apenas atenderem a casos de urgência.

Apesar de ter entendimento diverso, já que o sindicato dos bancos obviamente tem a representação dos bancos no Estado do Rio Grande do Sul, inclusive assinando acordo aditivo em seu nome, o SindBancários está ajuizando nova ação contra os bancos e espera uma posição de mérito da Justiça, reconhecendo o direito à segurança plena dos trabalhadores. Esta nova ação deverá dar entrada na Justiça do Trabalho neste sábado, 1º/8.

O assessor jurídico do Sindicato, o advogado Antonio Vicente Martins, está ajuizando a nova ação e acompanhará o seu desdobramento: “Se for preciso faremos os recursos para defender os direitos dos bancários”, explicou Vicente.

A diretoria do SindBancários orienta os trabalhadores de sua área de abrangência a acompanharem os desdobrantos desta ação cautelar pelo site oficial do Sindicato (www.sindbancarios.org.br). Durante este fim de semana, estaremos de plantão, acompanhando a evolução da ação acautelar e avisaremos sobre a decisão da Justiça.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER