Itaú: diretor do SindBancários cobra realocação de funcionários de agências fechadas

Diretor do SindBancários e funcionário do Itaú, Eduardo Munhoz Baptista participou na último dia 07/05, da reuniões da Comissão de Empregados (COE) do banco com os representantes da entidade financeira, na sede da Contraf, em São Paulo. “Cobramos do banco a realocação de todos os empregados que trabalham nas agências fechadas, além da responsabilidade social com estes trabalhadores, com a sociedade e com os clientes, que ficaram com menos postos de atendimento”, disse Eduardo.

O sindicalista lembrou que na última segunda-feira, 06/05, o número de agências fechadas em todo o país duplicou em relação a semana anterior, chegando a 77. “E o Itaú avisou que ainda pretende encerrar as atividades de mais 57 de suas agências até o dia 3 de junho”, pontuou Eduardo Munhoz.

Outra questão que traz preocupação aos trabalhadores, segundo ele, é um projeto piloto que está sendo implantado em Pernambuco e voltado aos empregados em afastamento por questões de saúde. O serviço será prestado por uma equipe multidisciplinar terceirizada, e em tese serviria para que os trabalhadores entendessem a parte operacional do retorno ao trabalho.

“Na verdade, este é um projeto que pode ou não ser aprovado, mas que pretende colocar o funcionário como voluntário neste trabalho. É importante que os funcionários procurem os departamentos de saúde dos sindicatos para serem orientados”, defendeu Dudu Munhoz.

Dia 18 de junho

No encontro em São Paulo, ficou definido ainda que cada entidade de trabalhadores bancários terá autonomia para tratar da questão fechamento de agências e realocação de funcionários. Uma nova reunião ficou marcada para o dia 18 de junho.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER