IBGE: taxa de desemprego segue crescendo e atinge 12,4% em fevereiro

A taxa de desemprego subiu no trimestre encerrado em fevereiro, alcançando 12,4%, conforme a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua), divulgada hoje pelo IBGE. O índice subiu 0,4 ponto percentual em relação ao trimestre de novembro a janeiro deste ano. A população desocupada totaliza 13,1 milhões de brasileiros. Apesar disso, o valor é menor que o resultado do trimestre encerrado em fevereiro do ano passado (12,6%). A taxa de subutilização da força de trabalho atingiu a marca mais alta da série histórica iniciada em 2012, 24,6%, somando 27,9 milhões de pessoas.

O grupo de trabalhadores subutilizados reúne os desocupados, os subocupados com menos de 40 horas semanais e os que estão disponíveis para trabalhar, mas não conseguem procurar emprego por motivos diversos. O número de pessoas desalentadas – que nem procuraram vaga na semana porque acharam que não conseguiriam, mas fazem parte da força de trabalho potencial – chegou a 4,9 milhões e também é recorde da série, assim como percentual de desalentados, de 4,4%.

Já a população ocupada teve uma queda de 1,06 milhão de pessoas, sendo 1,02 milhão somente de empregados. No setor privado, houve perda de 496 mil ocupados, enquanto no setor público eles foram 453 mil a menos.

Em relação aos grupos de atividades, a Administração Pública, defesa, seguridade social, educação, saúde humana e serviços sociais (15,9 milhões de pessoas), a Indústria (11,67 milhões de pessoas) e a Construção (6,65 milhões de pessoas) foram os setores que tiveram a maior queda de ocupados: 574 mil, 198 mil e 155 mil pessoas a menos, respectivamente, na comparação com o trimestre encerrado em novembro. Já o setor de Transporte, armazenagem e correio (4,8 milhões de pessoas) foi o único que teve aumento na população ocupada (mais 133 mil pessoas).

Fonte: Correio do Povo

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER