Governo Leite cancela venda de ações do Banrisul

Mercado sinalizou que ao invés de obter um valor de aproximadamente R$ 23,00 por cada ação, o governo ganharia apenas R$ 18,50

A venda de novo lote de ações do Banrisul, que havia sido anunciada pelo governador Eduardo Leite nos últimos dias, terminou chocando-se contra a dura realidade do mercado. O governo – que pretendia arrecadar cerca de R$ 2,2 bilhões com a operação – desistiu da venda ao constatar que iria obter uma arrecadação inferior a R$ 1,5 bilhão, bem abaixo da intenção original. A suspensão foi anunciada na manhã desta quinta-feira, 19/09, por meio de um comunicado de Fato Relevante encaminhado à Comissão de Valores Mobiliários e ao mercado financeiro, seguido de entrevista à imprensa no Palácio Piratini. O preço por ação, sinalizado pelo mercado, ficou bem aquém daquele calculado pelo governo quando decidiu vender as ações – a R$ 23,00 cada. Conforme as projeções, o governo obteria com a venda dos papéis (com direito a voto) um preço de apenas R$ 18,50 por ação.

Sem unanimidade

A iniciativa de vender as ações não tinha unanimidade nem entre os partidos da base de apoio do governo. Deputados estaduais de diferentes partidos convocaram uma coletiva para esta quinta-feira, com o objetivo de lançar um manifesto contra a venda de ações do Banrisul. “Repetindo o que havia feito o governo Sartori, Leite quis vender pouco a pouco o patrimônio acionário do banco para botar em dia as contas da administração estadual. É como vender o almoço para comprar o jantar”, disse o presidente do SindBancários. “Mas o próprio mercado vem demonstrando que esta operação não vale a pena”, afirmou Everton Gimenis.

Fonte: Banrisul, Sul 21 e Gaúcha ZH. Edição da Imprensa SindBancários.

 

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER