Fórum pela Visibilidade Negra no Sistema Financeiro inicia no SindBancários

Evento ocorre nesta sexta (10) e sábado (11), no auditório do Sindicato, e conta com transmissão pelo YouTube da entidade

O VII Fórum Nacional pela Visibilidade Negra no Sistema Financeiro teve início na manhã desta sexta-feira (10), na sede do SindBancários Porto Alegre e Região. Trabalhadores da categoria se deslocaram de diversas partes do país para prestigiar a atividade organizada pela Secretaria de Combate ao Racismo da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), com apoio da Diretoria de Diversidade e Combate ao Racismo do Sindicato.

Na abertura, dirigentes das diversas entidades sindicais presentes fizeram uma fala inicial, dando as boas-vindas aos participantes. O presidente do SindBancários, Luciano Fetzner, falou da importância de a categoria encabeçar discussões sobre pautas ligadas à diversidade e não tratar apenas de assuntos econômicos. “É muito gratificante estarmos em um sindicato e em uma categoria em que nós temos espaço e força de militância em todas as áreas que fogem a esse núcleo do movimento sindical. Nós temos, para além do Mês da Consciência Negra, o ano inteiro com esse debate colocado, além da pauta LGBTQIAPN+ e das mulheres. Enfim, todas as questões que são muito mais caras para a sociedade do que a mera disputa capital x trabalho da nossa categoria”, ressaltou.

Para a diretora da Fetrafi-RS, Isis Marques, é essencial a realização de um evento para fomentar o debate sobre a visibilidade negra dentro do ramo. “É sobre representatividade. Nós existimos, nós estamos nos bancos. Porém, ainda temos modelos estabelecidos pra que seja referendada a nossa invisibilidade. Então espero que nesses dois dias nós possamos nos aquilombar, trocar as nossas vivências, o nosso conhecimento, pra que a gente de fato atinja um patamar de equidade dentro do sistema financeiro. Porque é pra isso que a gente trabalha, é isso que me motiva”, salientou.

O secretário de Combate ao Racismo da Contraf-CUT, Almir Aguiar, também destacou a relevância da atividade. “Vamos tratar aqui do problema da não contratação de negros e negras nos bancos. Vamos discutir também o racismo, que é muito forte na nossa sociedade. Foi um passo importante a lei sancionada pelo presidente Lula que equipara a injúria racial ao crime de racismo para denunciarmos estas violências”, disse, lembrando que, em 2022, ocorreram 47.508 homicídios no Brasil, a maioria de jovens negros entre 12 a 29 anos.

O evento segue durante a tarde de hoje e termina na manhã deste sábado. A agenda conta com debates e palestras de personalidades atuantes nos movimentos de combate ao racismo e enfrentamento às desigualdades. Quem não pode comparecer tem a opção de acompanhar a transmissão online pelo canal do YouTube do Sindicato. Durante os dois dias, ocorre ainda feira com artesanato, produtos naturais e confecções.

Texto: Imprensa SindBancários

Fotos: Eduardo Seidl

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER

Luciano Fetzner Barcellos
(Banrisul)
PRESIDENTE

Tags

Filiado à Fetrafi/RS, Contraf/CUT e CUT
Rua General Câmara, 424-Centro / CEP:90010-230 /
Fone: 51-34331200

Porto Alegre / Rio Grande do Sul / Brasil

Categorias

Categorias

Categorias