Bancários do Sicredi aprovam acordo sobre banco de horas em assembleia

Proposta foi aprovada com 149 votos a favor e 71 contrários

Em uma assembleia realizada excepcionalmente de forma online, em decorrência às medidas de contenção ao coronavírus, os bancários do Sicredi aprovaram o Acordo Coletivo de Trabalho sobre Banco de Horas, com validade até 31 de março de 2022. O encontro teve a participação de 220 funcionários, mais de 50% do quadro da cooperativa, e foi aprovado por 149 votos a favor contra 71 votos contrários.

“Decidimos realizar a assembleia dessa forma porque entendemos que os funcionários não podiam ser prejudicados. A assembleia foi muito positiva, os colegas apresentaram muitas dúvidas e todas elas foram respondidas. No final, tivemos um encontro que durou mais de duas horas e meia”, observa o diretor de Financeiras e Terceirizadas do SindBancários, Luis Cassemiro.

Cassemiro ainda destaca que o acordo buscou atualizar as regras de bancos de hora no Sicredi para a Legislação aprovada na Reforma Trabalhista de 2017, que permite a criação de um banco de horas de 6 meses. O diretor considera a aprovação como positiva e lembra que a MP 927, editada pelo Presidente Jair Bolsonaro há duas semanas, permite a criação de um banco de horas válido por 18 meses.

“Estamos desde o ano passado debatendo este acordo com o Sicredi e sua aprovação, neste momento, é muito positiva, pois protege os funcionários de MPs como a 927, que cria um banco infindável de horas para o funcionários compensarem depois”, avalia.

O SindBancários ainda ressalta que muitos funcionários do Sicredi se encontram em homeoffice e que o acordo não contemplou nenhuma redução de salário ou jornada.

Fonte: Imprensa/SindBancários

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER