Filmes dirigidos por diretoras brasileiras em cartaz na semana do Dia da Mulher no CineBancários

Sala de cinema da Casa dos Bancários exibe ‘A porta ao lado’, de Julia Rezende, e ‘Quando falta o ar’, de Anna e Helena Petta, além de seguir em cartaz com ‘Mato Seco em Chamas’, codirigido por Joana Pimenta

Em homenagem à vida e à luta das mulheres, que ganha especial destaque no mês de março, por ocasião do Dia Internacional da Mulher, o CineBancários exibe três filmes dirigidos por cineastas mulheres. De 9 a 15 de março, o cinema exibe a estreia de ‘A porta ao lado’, dirigido por Julia Rezende, e de ‘Quando falta o ar’, de Anna Petta e Helena Petta, além de manter em cartaz o filme ‘Mato Seco em chamas’, codirigido por Joana Pimenta (que divide a direção com Adirley Queiros). Com perfis artísticos diferentes entre si, as diretoras e seus filmes representam, de forma inovadora, arrojada e consistente, a mulher no cinema nacional.

Oitavo filme da diretora Julia Rezende, ‘A porta ao lado’ aborda os limites de um relacionamento e temas como fidelidade, traição, amor e paixão. O longa-metragem conta a história do encontro dos casais Rafa (Dan Ferreira) e Mari (Letícia Colin), que vive um casamento monogâmico e estável, e Fred (Túlio Starling) e Isis (Bárbara Paz), que mantém uma relação aberta. A proximidade com os novos vizinhos desperta em Mari uma série de desejos e dúvidas, e o encontro dos quatro faz com que todos repensem suas escolhas.

“’A Porta Ao Lado’ surgiu do desejo de seguir investigando as relações afetivas. De pensar sobre os diversos acordos possíveis entre casais. De questionar o que é traição para cada pessoa. O filme encontra Mari no momento em que ela é atravessada pelo desejo. Desejo erótico, desejo de mudança e de ressignificações. Lançar esse filme agora, depois de quatro anos de muito retrocesso nos valores e conservadorismo nos costumes, é lançar luz sobre a liberdade feminina, e mostrar que somos livres, inteiras e donas do nosso corpo e dos nossos desejos”, explica a diretora.

Importância do SUS e descaso do governo durante pandemia é tema de documentário dirigido por irmãs cineastas

‘Quando Falta o Ar’, dirigido pelas irmãs Anna Petta e Helena Petta, acompanha o trabalho dos profissionais do Sistema Único de Saúde (SUS) em diferentes regiões do Brasil, enquanto lutavam para salvar vidas durante o auge da pandemia de Covid-19. O documentário mostra a intersecção entre saúde, religiosidade, desigualdade e racismo estrutural ao redor do país, abordando a pandemia com foco no cuidado, revelando a face humana da luta coletiva contra o vírus. As diretoras destacam mulheres que enfrentam os maiores desafios de suas carreiras.

“Procuramos registrar de perto o trabalho dessas mulheres”, conta a médica e diretora do filme Helena Petta: “Capturamos os diferentes ritmos no cuidado que elas prestam, que muitas vezes se expressam através do toque, do gesto e do olhar. Queríamos revelar as desigualdades do país e os preconceitos raciais que afetam as diferentes religiões do Brasil”, completa.

ESTREIAS

A PORTA AO LADO

Direção: Júlia Rezende
Brasil/ 2022/ Drama/ 1h53min

Sinopse: Em A Porta ao Lado, Rafa (Dan Ferreira) e Mari (Letícia Colin) vivem um relacionamento tranquilo e estável, dentro dos moldes mais tradicionais. Juntos há mais de cinco anos, os dois se acostumaram com a rotina e a monotonia da vida de casados. Mas quando Fred (Túlia Starling) e Isis (Bárbara Paz), um casal que vive um relacionamento aberto, se muda para o apartamento ao lado, Mari acaba sendo levada a questionar seu casamento e considerar outras formas de se relacionar. O encontro entre os dois casais provoca desejos, dúvidas e inseguranças, transformando completamente a vida dos quatro.

Elenco: Letícia Colin, Danilo Ferreira, Bárbara Paz

QUANDO FALTA O AR
Direção: Ana Petta e Helena Petta
Brasil/ Documentário / 2022 / 81min
Sinopse: O filme registra o trabalho realizado por profissionais do SUS em uma das maiores crises sanitárias da história. Quando Falta o Ar traz a interseção da saúde com a religiosidade, a desigualdade social e o racismo estrutural presentes no país. O documentário aborda a pandemia com foco nos diferentes tempos e dimensões envolvidas no cuidado em saúde, revelando a face humana da luta coletiva contra a COVID 19.
EM CARTAZMATO SECO EM CHAMAS
Direção: Adirley Queirós e Joana Pimenta
Brasil/ Drama/ 153min.

Sinopse: Léa conta a história das Gasolineiras de Kebradas, tal como ecoa pelas paredes da Colméia, a Prisão Feminina de Brasília, Distrito Federal, Brasil.
Elenco: Joana Darc Furtado, Lá Alves da Silva, Andréia Vieira, Débora Alencar, Gleide Firmino, Mara Alves.

PROGRAMAÇÃO
9 a 15 de março

14h20: Mato Seco em Chamas
17h: Quando Falta o Ar
19h: A Porta ao Lado

*Não há sessões nas segundas-feiras



IngressosOs ingressos podem ser adquiridos a R$ 12 na bilheteria do CineBancários. Idosos (as), estudantes, bancários (as), jornalistas sindicalizados (as), portadores de ID Jovem e pessoas com deficiência pagam R$ 6. São aceitos cartões nas bandeiras Banricompras, Visa, MasterCard e Elo.

CineBancários

Rua General Câmara, 424 – Centro – Porto Alegre

Mais informações pelo telefone (51) 3030.9405 ou pelo e-mail cinebancarios@sindbancarios.org.br

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER

Luciano Fetzner Barcellos
(Banrisul)
PRESIDENTE

Tags

Filiado à Fetrafi/RS, Contraf/CUT e CUT
Rua General Câmara, 424-Centro / CEP:90010-230 /
Fone: 51-34331200

Porto Alegre / Rio Grande do Sul / Brasil

Categorias

Categorias

Categorias