Entenda a Contribuição Negocial PLR e sua importância

Sócios do SindBancários estão isentos de mensalidade sindical em março

Junto ao pagamento da segunda parcela da PLR, os bancos estão efetuando um desconto chamado “Contribuição Negocial PLR”. Você sabe ao que se refere?

A Contribuição Negocial costuma ser aprovada pelos bancários, em assembleia, após campanhas salariais vitoriosas. Assim como os aumentos reais e os direitos assegurados pelas 60 clausulas da nossa Convenção Coletiva de Trabalho (CCT), ela vale para todos os bancários, sindicalizados ou não. A verba auxilia os bancários a financiarem sua luta por melhores salários e pela preservação de seus direitos e pela sustentabilidade da entidade.

A atual Contribuição foi aprovada em 29 de agosto de 2018, junto com o acordo proposto pela Fenaban, válido até agosto de 2020. Esse acordo garantiu a renovação das clausulas da CCT e a reposição da inflação, mais aumento real, em todas as verbas salariais e na PLR, por dois anos consecutivos: em setembro de 2018 e setembro de 2019. Também assegurou o pagamento da PLR com as atuais regras.

Na assembleia, ficou definido o desconto de 1,5% da PLR como Contribuição Negocial. Vale observar que esse valor é menor que a soma do extinto imposto sindical (3,33% ou um dia de trabalho) e da contribuição assistencial.

Cabe lembrar que os sócios do SindBancários estão isentos da mensalidade sindical em março, da mesma forma que em novembro de 2019, sem a perda de qualquer vantagem ou direito.

Financiando a luta

Não se faz luta ou mobilização sem recursos. A Reforma Trabalhista, feita em 2017, retirou direitos dos brasileiros e acabou com o imposto sindical sem prever nenhuma outra forma de financiamento das entidades representativas dos trabalhadores. Foi uma clara tentativa de tentar inviabilizar a luta do movimento sindical, que historicamente luta contra reformas e projetos que enfraquecem a legislação e precarizam as relações de trabalho.

Nosso Sindicato sempre foi contra o imposto sindical, por ser uma taxa obrigatória. Acreditamos que a sustentação do sindicato deve ser definido de forma democrática.

Cabe lembrar que foi a força dos bancários, organizados em todo o Brasil por seus sindicatos federações e a Contraf-CUT, que arrancou um aumento real por dois anos consecutivos e a preservação da nossa CCT em 2018. E não se realizam seminários, encontros, assembleias, materiais de divulgação, caminhadas, passeatas, paralisações e outros eventos sem recursos.

Sindicalize-se e fortaleça nossa luta!

Este ano, tem campanha salarial e os bancários vão sentar na mesa com os banqueiros para negociar aumento salarial e a manutenção e ampliação dos nossos direitos e da CCT. Quanto mais bancários sindicalizados na nossa base, mais força temos para negociar.

Se tu ainda não és sindicalizado, clique aqui e sindicalize-se! E se te sindicalizares até o dia 29, ainda concorre a uma moto 125cc pela campanha “Diga S!M para quem defende você!”

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER