Emprego é prioridade para os bancários do HSBC

Garantir o emprego dos bancários do HSBC e do Bradesco. Esta foi a principal resolução do Encontro Nacional dos Funcionários do HSBC, que terminou na quarta-feira, 8/6, em São Paulo. Os 82 delegados (63 homens e 19 mulheres) aprovaram a pauta de reivindicações específicas.

Para Sérgio Siqueira, diretor da Contraf-CUT e funcionário do HSBC, não tinha como ser diferente. “Nossa prioridade só pode ser emprego. Neste período de dúvidas quanto ao futuro, temos de garantir que não haja demissões em massa para depois avançar nas negociações de direitos.”

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE) marcou para esta quarta-feira o julgamento, em plenária, da compra das operações do HSBC no Brasil pelo Bradesco. Os dirigentes sindicais aguardam ansiosos essa decisão. “Depois da finalização deste processo, podemos definir especificamente nossas bandeiras de luta e nossa atuação junto à direção do banco”, afirmou Belmiro Moreira, presidente do Sindicato dos Bancários do ABC e membro da Comissão de Organização dos empregados (COE) HSBC.

Garantia de conquistas especificas

Os trabalhadores presentes no Encontro Nacional também alertaram para a necessidade de luta pela manutenção das conquistas específicas dos funcionários do HSBC, como a bolsa-educação, o parcelamento de férias e planos de saúde. “Temos de estar preparados para essa luta também. Temos um histórico de lutas e conquistas e isso não será esquecido e nem vencido”, afirmou Belmiro.

A Contraf-CUT convocará para os próximos dias os integrantes da COE HSBC para encaminhar a pauta discutida e aprovada pelos participantes e agendar a data da entrega para o HSBC e para o Bradesco.

Fonte: Rede Nacional de Comunicação dos Bancários

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER