Em jogo digno de final, Bradesco FC conquista Torneio de Futsal com vitória nos pênaltis

A chuvarada que desabou sobre Canoas na manhã de sábado, 19/9, não conseguiu esfriar os dois jogos que decidiram o Torneio SindBancários de Futsal 2015, no Ginásio do Sindicato dos Metalúrgicos.  Num jogo digno de final de campeonato, o Bradesco FC venceu a Confraria Banrisul nos pênaltis por 2 a 1 depois de empate por 3 a 3 no tempo normal. A Caixa PoA venceu o Banco Renner de virada por 6 a 3 e ficou com o terceiro lugar. O Torneio teve apoio de AVM Advogados.

Para entender como dois jogos de futsal com times de bancários apresentam muita qualidade é preciso não só assistir, mas compreender como os jogos se desenvolvem em campo e como os times se organizam. Se você acompanha O Campeonato Brasileiro de jogadores profissionais, deve ter visto que os treinadores falam de intensidade. Marcação por pressão na saída de jogo, esquemas defensivos e recomposição rápida estão na boca dos treinadores nas entrevistas antes e depois dos jogos.

Pois essas disposições podem ser observadas nos jogos dos bancários. Na final, por exemplo, o Bradesco FC e a Confraria Banrisul entraram em quadra dispostos a impedir que o time adversário se mexesse em campo. Até os cinco minutos da primeira etapa, o jogo foi pegado, com nenhuma chance de gol de lado a lado. Até que o NBradesco FC, em uma escapada veloz, acertou oi travessão dos Banrisulenses.

O Bradesco abiu um tênue vantagem com esse gol perdido. Mas foi o Banrisul que, dois minutos depois reagiria, com um gol de contra-ataque. O Bradesco FC pareceu sentir o golpe. Mas o desequilíbrio do time duraria pouco. Em finais de campeonatos, só a tempo para reagir. E foi o que aconteceu aos 13 minutos com o gol de empate. Maicon Souza, recém entrara na partida e, na primeira bola que roubou, empatou o jogo.

O empate deu confiança aos colegas do Bradesco FC. O primeiro tempo terminaria empatado em 1 a 1, com o Bradesco perdendo chances e pressionando o Banrisul. No início da segunda etapa, o Banrisul é quem pressiona. Vai para cima, marca em cima, pressiona e obriga o goleiro adversário a fazer duas grandes defesas. Consegue um escanteio a 1 minuto que vira contra-ataque em alta velocidade do Bradesco FC e gol de Guilherme Borba.

BradescoFC_x_ConfBanrisul_Cred_JacksonZanini48

A Confraria Banrisul sentiu o golpe dos 2 a 1. Tentou pressionar, mas perdeu posse de bola e, quatro minutos depois sofreu o 3 a 1 com gol de Gregório Arnecke em novo contra-ataque. O Bradesco FC fazia 3 a 1, e a Confraria Banrisul não deixaria por menos.

Veja aqui as imagens dos dois jogos, da premiação e da festa dos campeões.

O tempo pedido pelo técnico dos Banrisulenses renovou as forças do time. O jogo ficou pegado, e a Confraria foi para cima. O resultado da pressão foi que, quatro minutos depois de sofrer o terceiro gol, os Banrisulenses descontariam com gol de Fernando Tavares. E, sem deixar por menos, ampliaram a marcação por pressão. No esquema dois-dois, levaram o Bradesco FC para a meia quadra. E quando vinham para cima, trocava,m passes e envolviam a defesa adversária. O empate não demoraria a sair. Aos 12 minutos, Richard Ribeiro empataria o jogo. O 3 a 3 persistiu até o apito final. Nos pênaltis, o goleiro do Bradesco pegou duas cobranças, enquanto o goleiro do Banrisul defendeu uma. Os 2 a 1 garantiram a festa dos colegas do Bradesco FC, mas não diminuiriam em nada a conquista dos dois times: disputar um jogão digno de final de campeonato.

Terceiro e quarto lugares

A decisão de terceiro e quarto lugares pode ser dividida em primeiro e segundo tempo quando pensamos em domínio de jogo. No primeiro, tempo, o Banco Renner envolveu a Caixa PoA. Toques rápidos, deslocamentos, passes de calcanhar e jogadas de efeito. José Vitt, o goleador do campeonato com 11 gols, e Vinícius Appel comandavam as ações.  A dupla mostrou entrosamento, qualidade no passe e três chutes certeiros para fazer 3 a 2.

A Caixa reagiria na segunda etapa. Com José Vitt marcado, e uma pressão na saída de bola sufocante, o segundo tempo revelou a qualidade de Diego Alves. Ele já havia marcado o segundo gol da Caixa PoA, no primeiro tempo, e voltaria a marcar outras duas vezes. Se a Caixa perdeu por 3 a 2 na primeira etapa, venceria por 4 a 0 na segunda para fechar o placar em 6 a 3 (leia como foram os gols ao final da reportagem).

Digna de final

Durante a premiação dos destaques, ainda na quadra do Ginásio do Sindicato dos Metalúrgicos em Canoas, o presidente do SindBancários, Everton Gimenis, exaltou a qualidade dos atletas, a qualidade do futebol apresentado e lembrou da jornada de lutas por melhores condições de trabalho da Campanha Salarial dos Bancários. “Foi um jogo digno de uma final de campeonato. Os quatro melhores times que chegaram mostraram que os bancários são aguerridos na quadra e na luta por melhores condições de trabalho. Já estamos na quarta rodada de negociação e na próxima semana vamos debater com os banqueiros avanços na remuneração. Até agora, eles só disseram não. Vamos mostrar para eles que somos bons de bola e de luta”, disse Gimenis.

O diretor de Cultura, Esporte e Lazer, Tiago Vasconcellos Pedroso, agradeceu a participação dos colegas e exaltou a qualidade dos jogos. “Os dois jogos que decidiram o campeonato foram de grande qualidade. Mostraram quatro times aguerridos e preparados. Essa foi a marca de todo o campeonato. Agradecemos a participação dos colegas e convidamos para, a partir de outubro, a participarem do torneio de fiutebol sete”, afirmou. Este ano houve uma inovação na premiação. O time campeão ficou com a bola do jogo que fo9i entregue pelo diretor Administrativo do Sindicato, Ronaldo Brum.

Duas histórias das finalíssimas

> Na decisão de terceiro e quarto lugares, dois jogadores do Banco Renner disputavam a artilharia. José Vitt foi o goleador , com 11 gols, e ficou na frente do colega Vinícius Appel, com um gol de diferença. Na final, o goleador não deixou o seu, mas mostrou que, acima do interesse pessoal estava a equipe. Fez uma assistência de luxo para Appel marcar o seu.

> Na final, os goleiros do Bradesco FC, Maurício Munhoz, e da Confraria Banrisul disputavam o troféu de menos vazados. Felipe Ferrugem, da Confraria, levou a melhor, mas chegou a perder o posto durante alguns minutos no segundo tempo. Ele entrou no jogo com um gol sofrido a menos do que o colega do Bradesco FC. Seu time estava perdendo por 3 a 1 no segundo tempo, mas empatou em 3 a 3. O troféu escorregou das suas mãos, mas não caiu nas mãos do adversário.

Os campeões e os destaques

Campeão: Bradesco FC

BradescoFC_x_ConfBanrisul_Cred_JacksonZanini372

Vice-campeão: Confraria Banrisul

3º lugar: Caixa PoA

4º lugar: Banco Renner

Goleador

José Vitt, com 11 gols (Banco Renner)

Goleiro menos vazado

Felipe Ferrugem (Confraria Banrisul) – Diego Dias também atuou.

BradescoFC_x_ConfBanrisul_Cred_JacksonZanini328

Troféu Fair Play

Banco Renner, com 10 cartões amarelos

BradescoFC_x_ConfBanrisul_Cred_JacksonZanini323

Gols da Final

Bradesco FC 3(2) x 3(1) Confraria Banrisul

Confraria Banrisul sai na frente

Aos 7’, Ugo Eldt abriu o placar para a Confraria Banrisul depois de um rápido contra-ataque. Ele recebeu em frente à área do Bradesco FC e desviou do goleiro para fazer 1 a 0.

Bradesco FC empata e vira o jogo

O Bradesco reagiu e abriu vantagem de 3 a 1. Aos 13’ do primeiro tempo, Maicon Souza, em jogada de contra-ataque, entra pela esquerda e bate no canto do goleiro para fazer 1 a 1. Em outro contra-ataque rápido, o Bradesco vira o jogo a 1’ do segundo tempo. Guilherme Borba entra sozinho pelo meio e bate forte na saída do goleiro do Banrisul. Aos 6’, após uma roubada de bola no meio, Maicon Souza recebe abola e toca para Gregório Arnecke, que bateu no canto na saída do goleiro.

Confraria Banrisul reage e busca empate

Aos 9 das segunda etapa, Fernando Tavares recebe pela esquerda, dá um corte seco para o meio e acerta o ângulo, fazendo um golaço. Aos 12’, Fernando Tavares faz nova jogada pela direita e chuta forte, cruzado para defesa do goleiro. NO rebote, Richard Ribeiro manda para as redes.

Decisão por pênaltis

Bradesco FC 2×1 Confraria Banrisul

BradescoFC_x_ConfBanrisul_Cred_JacksonZanini19

Gols da Decisão de 3º e 4º lugares

Caixa PoA 6×3 Banco Renner

Os gols

Banco Renner abre o placar

Aos 6’ do primeiro tempo, o Banco Renner sai na frente. Vinícius Appel pega rebote da defesa adversária e bate no canto.

Caixa PoA empata

Aos 9’ , a Caixa chega ao 1 a 1 com um golaço. DepOis de uma troca de passes rápida, com deslocamentos e inversões de posições e uma assistência de calcanhar, Diego Alves bate de primeira sem defesa para o gOleiro.

Banco Renner faz 3 a 1

Em dois minutos, duas jogadas rápidas fazem o Banco Renner ampliar a vantagem para 3 a 1. Aos 10’, Vinícius Soares recebeu a bola pelo meio, dominou e tocou na saída do goleiro adversário. Aos 12’, outro golaço do Banco Renner. Depois de uma troca de passes, José Vitt recebeu a bola pela direita e serviu Vinícius Appel que entrava pelo outro lado. Detalhe: o passe foi de gancho, por elevação, e Appel finalizou de primeira. Golaço.

A virada da Caixa

A Caixa PoA virou o jogo. Aos 18’ do primeiro tempo, a Caixa PoA descontou com um gol clássico de futsal. Leonardo Silva recebeu no pivô, dominou e girou num chute forte para fazer 3 a 2. No segundo tempo, a Caixa consolidou a vitória. Aos 11’, Marcos Roberto, recebeu perto da área, deu um corte no goleiro e tocou para Diego Alves empatar o jogo em 3 a 3. Aos 13’, Diego Alves colocaria  Caixa na frente. Depois de uma tabela, ele recebu em frente á rea e bateu forte, de primeira, sem defesa, para fazer 4 a 3. Aos 15’, a Caixa PoA faria 5 a 3. Após cobrança de escanteio e chute crizado de primeira, Jeferson Abe pegou do outro lado e mandou para o gol. Aos 17’, Iuri Ludwig deu números finais ao placar. Depois de cruzamento de Diego Alves, Iuri entrou sozinho e garantiu o terceiro lugar da Caixa com a vitória por 6 a 3.

Crédito Fotos: Jackson Zanini

Fonte: Imprensa SindBancários

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER