Em demonstração de unidade, SindBancários elege chapa única para 6º Congresso da CONTRAF

Encontro em São Paulo, de 1º a 3 de abril, vai eleger nova direção nacional e definir atuação da categoria bancária na campanha salarial e na eleição deste ano

O SindBancários elegeu a chapa Lutar e Proteger para representar os(as) bancários de Porto Alegre e Região no 6º Congresso Nacional da CONTRAF/CUT. A chapa única foi eleita por unanimidade com 100% dos votos, ou seja, nenhum(a) associado(a) votou branco ou nulo.

A participação dos(as) bancários(as) nesta etapa da campanha nacional foi comemorada pelo presidente do sindicato, Luciano Fetzner, que também é funcionário do Banrisul. “Batemos um recorde de participação com 202 credenciados e 99 votantes. E estamos apenas começando a aglutinar forças e nos organizar para enfrentar os desafios deste ano dificílimo de campanha salarial e eleições no país”.

 

A unidade é uma marca da categoria bancária, seja nacionalmente ou no estado, frisou Luciano. “A chapa única no nosso sindicato simboliza justamente essa unidade que sempre faz a diferença nas negociações com os banqueiros”. Os 99 votos, pontuou ainda, “mostram a confiança dos colegas no grupo de dirigentes sindicais que hoje tocam o sindicato e a nossa federação”, agradeceu o presidente.

O que está em jogo

Antes da abertura do processo de votação, realizado virtualmente no sistema próprio do sindicato, o diretor de Saúde da CONTRAF-CUT, Mauro Salles, que é empregado do Santander, fez uma análise sobre a relevância da realização de um Congresso nacional neste momento histórico pelo qual a categoria passa, com mudanças profundas no perfil dos(as) trabalhadores(as) e também do próprio trabalho bancário.

Mauro reforçou que a categoria é a única no país que negocia de maneira unificada um acordo coletivo nacional. Por isso mesmo, destacou, a CONTRAF-CUT é muito respeitada pelos bancários(as), sem dúvida, mas também pelo parlamento e pelos banqueiros.

“O modelo da CONTRAF-CUT é muito vitorioso. E foi graças a essa unidade que conseguimos passar esse turbilhão que o Brasil vive com poucas perdas nas conquistas dos bancários(as)”. Mas o ataque aos direitos nunca sai da pauta, alertou Mauro.

“Precisamos garantir que não haja retrocessos e estejamos preparados para enfrentar tantos desafios, como a regulação do trabalho remoto, terceirizações, condições de trabalho, metas abusivas, medidas protetivas contra a pandemia, defesa dos bancos públicos e debate sobre o ramo”. Por isso mesmo, Mauro apontou a eleição majoritária deste ano “como a mais importante campanha dos(as) bancários(as)”. O futuro do movimento sindical, disse, e também da categoria, “passa por um futuro progressista e promissor.” E isso depende de quem vamos eleger para governar o país e o estado.

O 6º Congresso da CONTRAF-CUT será realizado em São Paulo de 1º a 3 de abril. A nova direção nacional será eleita e os(as) bancários(as) vão decidir também a linha de atuação da categoria neste complexo contexto de crise.

A diretora de Combate ao Racismo da CUT-RS, Isis Garcia, bancária do Itaú, também comemorou a demonstração de unidade no SindBancários. “Estou muito feliz com a chapa única. É assim que precisamos nos manter: unidos(as). Porque separados fortalecemos apenas os banqueiros”.

Para o diretor Financeiro do SindBancários, Tiago Vasconcelos, empregado da Caixa, a expressiva participação dos colegas na Assembleia de hoje é um bom sinal para iniciar uma campanha salarial e mostra que o sindicato conseguiu responder aos desafios mesmo diante da pandemia, criando métodos de participação inovadores como as assembleias virtuais e o próprio sistema de votação. “Mesmo com todas as dificuldades da pandemia, conseguimos manter e até ampliar o nível da participação dos colegas”, comemorou reforçando a importância deste ano para defender os direitos da categoria e também para o futuro do país.

Imprensa SindBancários

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER