Em assembleia, funcionários da Província de Crédito aprovam acordo

Financeira vai aderir a MP 936, porém pagará até 75% da diferença entre a perda salarial do trabalhador e a parcela do seguro-desemprego pago pelo governo

Os financiários da Província de Crédito aprovaram, por unanimidade, em assembleia online, acordo proposto pela Financeira para aderir aos termos da MP 936, que permite às empresas reduzir o salário dos funcionários. No caso da Província, haverá uma redução de 25% do salário dos funcionários, valor que será pago pelo governo conforme as regras do seguro-desemprego. O acordo tem validade até 21 de julho de 2020.

Porém, no caso da Província, há um diferencial. A Financeira se compromete a pagar até 75% da diferença de valores entre o salário que o trabalhador receberia e o seguro-desemprego, conforme a situação dos empregados, reduzindo a perda salarial. Há o caso, por exemplo, de funcionários que estão aposentados e foram excluídos pela MP do governo Bolsonaro. Os aposentados não tem direito a esses 25% pagos como seguro-desemprego. Na Província, terão boa parte desse valor assegurado.

“A participação dos Sindicatos nestes acordos não são para atrasar a aplicação das medidas, mas sim para proteger o trabalhador e fazer com que ele tenha os mínimos prejuízos, assim como trazer mais segurança jurídica à empresa. Ainda nos permite sentar, conversar e conseguir alguns acordos excepcionais, como este”, observa o diretor de Financeiras e Terceirizadas do SindBancários, Luis Cassemiro.

Fonte: Imprensa/SindBancários

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER