Eleição de delegados(as) do Badesul mostra força da mobilização

Com 93 votos, funcionários elegem quatro colegas que vão representar o Sindicato no banco de fomento e defender direitos históricos

A eleição para delegado sindical do Badesul, encerrada na sexta-feira, 21/5, foi histórica. Totalizando 93 votos, o pleito elegeu quatro colegas para exercer mandato de um ano como delegado(a) sindical. O número de votos representa 72% de participação dentre todo o quadro de funcionários do Badesul.

Os(as) delegados(as) sindicais eleitos no Badesul são os seguintes: Manoela Garcez Nogueira da Rocha, Heidi Sagmeister Moraes, Wagner Luís das Neves Teixeira e Patricia Eberhardt Dutra.

A plenária virtual da terça-feira, 18/5, retomou a mobilização dos funcionários do Badesul em relação ao plano de carreira e demais reivindicações por direitos que já deveriam estar sendo cumpridos.

Um dos principais pontos de embate com a direção da agência de fomento é a garantia às promoções, aponta o presidente do SindBancários, Luciano Fetzner.

“Há anos, a agência alega impedimentos jurídicos e contenção de gastos para não conceder promoções aos funcionários. Mas soubemos que este mês, sugerindo equidade, foi encaminhado ao Conselho Administrativo a extensão aos diretores de benefícios garantidos aos funcionários em acordos sindicais. A contenção de custos só vale então para os quadros funcionais?”, questiona Luciano.

A delegada sindical do Badesul, Manoela Garcez, conta que “a última promoção dos funcionários foi há quatros anos”. Entre reuniões, mesas de negociação e acordos, este tema segue sem definição desde 2015.

Os empregados aguardam uma proposta de plano de carreira, ascensão e critérios de avaliação, promoção e reenquadramento, mas até agora a direção só apresentou um estudo sem detalhamento e pediu os benefícios aos diretores.

Na opinião de Anna Miragem, funcionária do Badesul e ex-presidenta do SindBancários, “a paralisação das promoções não tem justificativa técnica”. Por isso, defenderam mais de 30 funcionários presentes na plenária, é o momento de mobilizar os colegas para garantir os direitos à carreira.

“Há um sentimento de desânimo, mas com mobilização muitas coisas podem, sim, ser feitas. E o amparo do sindicato é fundamental!”, convoca Manoela.

Fonte: Imprensa SindBancários

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER