Dois ataques em General Câmara no sábado elevam recorde de assaltos a bancos para 13, nos primeiros dias de agosto

Ampliando ainda mais o número de ataques a bancos no estado, que já bate recordes nestes primeiros dias de agosto, duas agências bancárias – do Banco do Brasil e do Banrisul – foram assaltadas na madrugada do sábado, 06, no município de General Câmara. Situada a cerca de 80 quilômetros de Porto Alegre, a pequena cidade da Região Metropolitana foi acordada com uma série de disparos para o ar, realizado pelos criminosos, por volta das 2h do último sábado.

Com o uso de dinamite, os ladrões arrombaram as duas agências bancárias, situadas uma frente a outra, no centro da cidade, e acessaram o dinheiro dos caixas automáticos. Toda a ação teria durado apenas 15 minutos. Ninguém foi preso.

Com estes ataques do último sábado, até o momento há 13 assaltos a agências, caixas ou postos bancários em todo o estado neste mês de agosto, o maior índice de crimes deste gênero nos últimos dez anos. “Este é um retrato da falência do governo Sartori”, diz o presidente do SindBancários, Everton Gimenis.

Irresponsabilidade do governo estadual

O presidente do Sindicato faz questão de informar os bancários da base do Sindicato que a entidade, através de sua assessoria jurídica, continuará atuando para proteger os bancários e bancárias. “A nossa experiência em atender casos de pós-assalto nas agências mostra que o medo que os bancários sentem é responsável por um grande número de afastamentos por adoecimento. O governo Sartori brinca com a segurança dos gaúchos. Esse aumento da criminalidade em todos os segmentos criminais, não só nos bancos, é resultado do corte de investimentos públicos na segurança, sobretudo nas horas extras dos policiais militares”, ponderou Gimenis.

Os ataques em agosto

  1. Dia 1: Santander (Santa Maria). Agência é arrombada e criminosos levam dinheiro do caixa eletrônico.
  2. Dia 1: Banco Brasil (Nova Roma do Sul). Assalto a banco com reféns.
  3. Dia 1: Sicredi (Nova Roma do Sul). Assalto a banco com reféns após ataque a Banco do Brasil.
  4. Dia 2: Banrisul (Balneário Pinhal). Tentativa de arrombamento com criminosos presos e um baleado.
  5. Dia 2: Banrisul (Caxias do Sul). Arrombamento de agência com fuga dos criminosos.
  6. Dia 3: Banco (São José do Herval). Arrombamento de caixa eletrônico com explosivos.
  7. Dia 3: Banco do Brasil (Novo Hamburgo). Arrombamento de agência por buraco na parede.
  8. Dia 5: Caixa (PoA). Arrombamento de cofre da agência com maçarico.
  9. Dia 5: Banrisul (Fazenda Vila Nova). Arrombamento de dois caixas eletrônicos com explosivos.
  10. Dia 5: Sicredi (Santana da Boa Vista). Arrombamento de cofre da agência com explosivos.
  11. Dia 5: Banrisul (Passo Fundo). Assaltantes atacaram posto da Universidade de Passo Fundo (UPF).
  12.  e 13. Dia 6: Banrisul e Banco do Brasil (General Câmara). Criminosos explodiram as duas agências no centro da cidade na madrugada.

Fonte: Imprensa SindBancários com informações da Rádio Guaíba e foto do Clic RBS.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER