Diretoras do Sindicato debateram lutas feministas na Marcha Mundial das Mulheres em Livramento

Dezesseis bancárias gaúchas, a maioria da Diretoria do Sindicato e do Grupo de Apoio de Saúde (GAS), participaram em Santana do Livramento, entre as últimas sexta, sábado, domingo e segunda-feira (dias 25, 26, 27 e 28 deste mês de setembro) da Marcha Mundial das Mulheres (MMM), que reuniu cerca de 2 mil pessoas. Realizada na fronteira com a cidade uruguaia de Rivera, a iniciativa fez parte da 4ª Ação Internacional e reuniu aproximadamente 2 mil mulheres, da Região Sul do Brasil (RS, SC e PR), do Uruguai e Argentina.

“O objetivo da MMM é o fortalecimento e o empoderamento das mulheres”, sintetizou a diretora do SindBancários Natalina Rosane Gué. “No caso da realidade do trabalho bancário, ainda é muito grande a diferença salarial entre um homem e uma mulher para executar exatamente as mesmas tarefas”, exemplificou a sindicalista.

Para a também diretora do Sindicato dos Bancários, Virginia Faria, a Marcha foi “um momento importante para integrar as mulheres de regiões e países diferentes, mas que terminam tendo problemas comuns”, afirmou. “Escutamos relatos chocantes sobre situações como abortos trágicos, em virtude do preconceito social e das legislações que criminalizam o processo”, disse Virgínia.

Realidades semelhantes

Ela também destacou realidades semelhantes nos três países, como a dupla jornada de trabalho das mulheres, no âmbito profissional e nas tarefas domésticas. “Mas, como eram muitas atividades e uma agenda lotada, talvez tenha faltado um pouco mais de tempo para aprofundarmos os debates durante esta MMM”, observou.

Representando o SindBancários de Porto Alegre e Região, além de Natalina e Virgínia, participaram também as diretoras Ana Guimaraens, Claudete Marocco, Daniela Souza, Carmem Guedes, Marcia Dresch e Eroni Batista Ribeiro. Também foram à Marcha Mundial das Mulheres, em Santana do Livramento, a bancária Isis Marques, pela CUT-RS, Denise Falkenberg Correia, da Fetraf-RS, e Elisângela Peralta, do Sindicato dos Bancários de Ijuí.

Objetivos da Marcha:

Promover a IV Ação Internacional da Marcha Mundial das Mulheres na região (nacional e internacionalmente).

Resgatar uma ação feminista intermovimentos e interpaíses fronteiriços.

Fortalecer a ação feminista integrada entre Uruguai, Argentina e Brasil.

Visibilizar a luta latino-americana pela descriminalização e legalização do aborto.

Integrar mulheres do Brasil, Argentina e Uruguai pelo Direito ao Corpo e a vida, intensificando o reconhecimento dos conceitos de autonomia e autodeterminação de corpos e territórios.

Fortalecer Argumentos, ferramentas, caminhos para enfrentar o tema da descriminalização e despenalização do Aborto na região.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER