Diretora do SindBancários morre de Covid-19

Virgínia Faria estava internada em hospital e lutava para superar complicação da infecção por coronavírus desde fevereiro

Depois de uma luta de quase dois meses pela vida no Hospital Mãe de Deus, a 1ª diretora de Formação do SindBancários e empregada da Caixa, Virgínia Maria de Faria Jorge, morreu, na tarde do sábado, 17/4, por complicações da Covid-19.

Há cerca de um ano Virgínia, que era do grupo de risco, precisou se isolar na casa da família ano Litoral Norte para cuidar de uma tia idosa.

Mesmo com todos os cuidados necessários e respeitando o uso de EPIs, o distanciamento social e isolada, Virginia acabou por se contaminar pelo novo coronavírus.

A doença se manifestou em fevereiro. Ela precisou ir para o hospital. No sábado, quase dois meses depois, ela não resistiu às complicações da doença e veio a falecer.

Virgínia cumpria o segundo mandato como diretora de Formação do SindBancários. Durante sua gestão, a ênfase foi buscar aproximar os(as) bancários(as) de suas realidades sociais e políticas por meio da ampliação de seminários e cursos de formação.

Torcedora do Grêmio, Virgínia deixa um exemplo de integridade, amizade e de luta por direitos dos(as) bancários(as). Vai deixar saudade também entre diretores(as) e funcionários(as) do SindBancários, amigos e familiares.

Nos últimos dois mandatos, participou ativamente de mobilizações em defesa dos direitos da categoria e atuou firmemente na jornada de defesa permanente da Caixa 100% pública.

Virgínia era alegre, bem-humorada, agregadora e com personalidade marcada por uma forte sensibilidade social. Estava sempre à disposição dos colegas da Caixa para ajudar no que fosse preciso. Tinha cultivado muitos amigos em seu banco desde que fora nomeada e na sua vida pessoal.

Fonte: Imprensa SindBancários

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FACEBOOK

SERVIÇOS

CHARGES

VÍDEOS

O BANCÁRIO

TWITTER